Keith Richards: "As drogas de hoje são uma droga"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Contact Music
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista de setembro de 2006 ao Contact Music, o veterano encrenqueiro Keith Richards diz que a única razão pela qual ele não consome mais drogas é que a qualidade delas agora é "muito ruim".

555 acessosRio Rock City: Por que há poucas parcerias no Rock e no Metal?5000 acessosManowar: A vida real e nada épica dos Reis do Metal?

O guitarrista da canção "Brown Sugar" foi viciado em heroína durante quase toda a década de 1970 e permanece como o mais célebre sobrevivente daquela época. Mas ele não se impressiona com os narcóticos atuais. Conforme suas palavras: “Eu realmente acho que a qualidade caiu. Tudo o que eles fazem é tentar deixar as pessoas cada vez mais 'altas'. Eu não gosto da maneira deles trabalharem no cérebro ao invés de apenas no sistema circulatório. É por isso que não tomo mais nada. E você está falando com uma pessoa que conhece as drogas que toma”.

Richards admite que experimentou Morfina novamente no hospital depois da cirurgia no cérebro que teve que fazer após cair de uma árvore quando estava de férias em Fiji no dia 6 de abril de 2006. Ele acrescenta: “Eu não tomo drogas a menos que eu seja obrigado, como quando estava muito estressado depois de terem aberto meu cérebro. Fiquei tomando Morfina por umas duas semanas. Eu realmente tentei pedir um pouco mais pra enfermeira do turno da noite. Ela foi muito gentil”.

Em 2006 Keith filmou sua participação na seqüência do filme "Piratas do Caribe", e de acordo com os presentes, o roqueiro chegou ao set completamente embriagado! Após ter sido advertido pelo diretor, Keith teria dito: se vocês querem alguém 'certinho', escolheram a pessoa errada!

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

BaixistasBaixistas
Quais são os dez mais ricos do mundo

555 acessosRio Rock City: Por que há poucas parcerias no Rock e no Metal?1380 acessosRolling Stones: veja o vídeo de "Wild Horses" do DVD ao vivo de 2015177 acessosRolling Stones: ouça versão rara de "Come On", gravada em 1963481 acessosThe Rolling Stones: banda lança compilação de gravações da BBC0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rolling Stones"

Phil AnselmoPhil Anselmo
"Metallica são os Rolling Stones do Metal"

Já ouviu antes?Já ouviu antes?
New York Times elege os melhores covers

Rock in RioRock in Rio
Fim do mistério, The Rolling Stones em Lisboa

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Drogas e Álcool"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"


ManowarManowar
A vida real e nada épica dos Reis do Metal?

Classic RockClassic Rock
As 10 melhores baladas dos anos 80

Cristina ScabbiaCristina Scabbia
"Símbolo sexual? fico surpresa com isto!"

5000 acessosSlipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?5000 acessosStrip-Tease: algumas canções que combinam com o tema5000 acessosExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões5000 acessosMusas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casa5000 acessosChuck Berry: Por que ele não será lembrado como Elvis Presley?5000 acessosBruno Sutter: tocando música do Death no baixo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 22 de janeiro de 2016
Post de 13 de fevereiro de 2016


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online