Hagar elogia Journey e detona Eddie Van Halen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Renato Alves, Fonte: MelodicRock.com
Enviar Correções  

Em entrevista ao site MelodicRock.com, Sammy Hagar tratou de diversos assuntos. Segue resumo:

Sobre Sammy Hagar ao vivo

Para começar, não gosto de trabalhar. Odeio. Então "emprego" é uma palavra ruim. Gosto de tocar e me divertir a noite inteira. Gosto de dar uma festa e seguir o que sinto e extravasar o que há entre mim e o público.

publicidade

Sobre Cabo Wabo

Gosto do "Cabo Wabo lifestyle". O tempo, as praias, a areia, a casa que tenho lá e meu bar. Amo o bar. Às vezes estou sentado em casa, lá pelas 9, 10 da noite e penso "não quero ir para a cama, já fiz todo o sexo que podia, ví tudo que queria na tv... vou para o meu bar!"

Sobre o legado do Van Halen

Não há dúvidas em relação a isso. Minha era, a era de David... tudo junto. Não se consegue muito mais do que isso na história do rock. Uma pena que não funcione mais. Considero Eddie tão criativo quanto Hendrix. Tanto comigo quanto com David, ele escreveu algumas das maiores músicas do rock.

publicidade

Sobre Eddie Van Halen

Não é divertido estar perto de Eddie, ele não é um cara legal. Está sempre com raiva e não sei porquê. Não quer dividir o destaque, não quer compartilhar sua criatividade... não quer estar em uma banda, nem ser um artista solo. Naquela "viagem" com Gary Cherone ele chegou a tocar bateria em algumas músicas. Não se deve fazer isso quando se tem um baterista como Alex Van Halen. E ele chegou a cantar em uma música. Meu Deus! Você acha que eu deixaria esse cara cantar? Seria como se eu falasse "Eddie, vou tocar guitarra nessa faixa ao invés de você".

publicidade

Sobre Planet US

Poderia ter sido uma grande banda, mas como se sabe, a reunião do Van Halen estava chegando, e eu não poderia ficar em três bandas. Não queria deixar esses caras parados, então falei para seguirem em frente.

Sobre o Journey

Eles são grandes por serem muito bons. Fizeram grandes músicas, e não por serem meros "hitmakers", mas por serem grandes músicos e compositores. Neal nunca teve justiça e provavelmente nunca terá, mas é um guitarrista maravilhoso. Jeff é um grande cantor. É o cara! Jeff é ele mesmo... canta como Jeff Scott Soto, não como outra pessoa.

publicidade

Sobre Montrose

Não poderia dizer que reuniria o Montrose e sairíamos em uma grande turnê e faríamos um grande álbum. Foi uma ótima banda, mas sou muito diferente daquilo hoje em dia.

Sobre Michael Anthony

O coloquei em minha banda, e ao fazer isso, eles (Van Halen) não foram nada legais com Mike. E Mike é o melhor cara do mundo, um dos maiores baixistas do planeta, e um dos melhores backing vocals que existe. E ele estava disponível.

publicidade

Leia toda a entrevista (em inglês) no link abaixo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da MarshallLindo Demais
Conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas


Sobre João Renato Alves

Sem descrição cadastrada.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin