Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagem"Não venham aos shows do Pantera", pede Charlie Benante para os haters

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto


Stamp

Jon Oliva: "estou cansado de sair em turnês"

Por Victor Yago Camilo
Fonte: Blabbermouth
Em 03/02/07

Recentemente Morley Seaver, da antiMUSIC, conduziu uma entrevista com Jon Oliva, mentor do SAVATAGE e do JON OLIVA´S PAIN. Segue um trecho da conversa:

antiMUSIC: Seu último disco saiu há dois anos atrás. Você pode nos dizer o que o levou a fazer esse novo álbum ("Maniacal Renderings", lançado pelo Jon Oliva's Pain) e como tudo surgiu? Eu sei que há um elemento interessante nessa história.

Jon Oliva: "Bom, de fato há. O primeiro álbum do Jon Oliva's Pain se deu principalmente por conta de todas aquelas coisas envolvendo o Trans-Siberian Orchestra, que já estava tomando muito tempo do pessoal do Savatage, já que todos eles participam da orquestra. Então me apareceu essa idéia de uma forma de colocar minhas músicas pra fora novamente, já que eu andava simplesmente andando por aí, e não estava fazendo nada de importante realmente. Então, o primeiro disco do Jon Oliva's Pain foi um trabalho extremamente apressado. Mais do que isso. Eu simplesmente não gastei muito tempo nele. Eu só queria pôr alguma coisa pra fora, já que tinham sido algo entre três ou quatro anos antes que eu pudesse lançar alguma coisa. Então eu fiz o primeiro álbum, e as coisas se encaminharam naturalmente para que fizesse o segundo".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"E, sabe, o primeiro ficou muito legal, as pessoas gostaram dele e tudo o mais. Então, foi uma boa justificativa para ir adiante e fazer mais um. Sabe, o que há de interessante a respeito desse novo álbum é que nós achamos algumas fitas que meu irmão havia me dado há muito tempo atrás. Então, eu simplesmente peguei algumas das idéias que havia nessas fitas, coisas que ninguém nunca havia escutado antes, coisas que jamais haviam sido utilizadas no Savatage ou em qualquer outro projeto, e incorporei-as nesse novo álbum. E é o tipo de coisa que as pessoas têm falado bastante a respeito ultimamente, pois é algo legal. E já fazia bastante tempo que não ouvíamos algo escrito por Criss Oliva" (antigo guitarrista do Savatage, falecido em um acidente de carro).

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

antiMUSIC: Você é um cara que gosta das turnês ou prefere simplesmente compor um álbum?

Jon Oliva: "Eu sou um cara dos estúdios. Eu adoro tocar para as pessoas, mas tudo que se desenrola com as turnês é um verdadeiro pesadelo. Especialmente cruzar oceanos. Então, é um sacrifício que temos de fazer, pois eu amo tocar, e se eu fosse como 'Jeannie é um Gênio' (risos), poderia simplesmente piscar, e apareceria no local do show cinco minutos antes do espetáculo começar. Se fosse assim, eu jamais deixaria de excursionar".

"Mas é essa história de ficar voando por aí, e os hotéis terríveis, e agora temos todos esses problemas com terroristas por todo o mundo, e por conta disso, as pessoas por aí de vez em quando me assustam um pouco. Quando o 11 de setembro aconteceu, nós estávamos em turnê. Estávamos na Califórnia fazendo uma pequena parada para descansar no nosso ônibus. Nós estávamos em uma enorme seqüência de shows, voltando para a costa leste, e, quando nos demos conta, estávamos presos em uma parada no meio da California. As fronteiras estavam todas fechadas, nenhum avião estava voando, os telefones não estavam funcionando. Nós não conseguíamos falar com ninguém em casa. Foi realmente insano. Eu estou meio que saturado de fazer turnês. Eu estive fazendo isso por 25 anos, mas adoro tocar. Então, é uma mistura daquilo que há de melhor e do que há de pior".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Leia a entrevista inteira (em inglês) no rocknworld.com.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guia: do heavy ao death, 24 horas de metal feito por bandas dos Estados Unidos

Lista: de Bon Jovi até Megadeth, 10 baladas inesquecíveis lançadas em 1994

Lista: do pop punk ao death metal, 20 bandas de rock e heavy que surgiram na Flórida

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Victor Yago Camilo

Nascido em São Paulo em 1990, desde pequeno teve muita afinidade com a linguagem escrita. Essa afinidade se intensificou aos 12 anos, quando descobriu o Heavy Metal através de influências de amigos. A partir daí, começou a se interessar cada vez mais pelo mundo do Rock pesado, e por tudo que se escrevia sobre ele. Agora, quase aos 20 anos, ganhou interesse pelo outro lado da moeda e encontrou no Whiplash!, que já era um veículo para ler e se informar, um meio para escrever e informar sobre o Heavy Metal.

Mais matérias de Victor Yago Camilo.