Exodus: "épico, esmagador, abrangente..."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

A banda veterana da Bay Area de São Francisco, o EXODUS, foi para os Sharkbite Studios em Oakland, Califórnia, em 10 de junho com o produtor Andy Sneap (MEGADETH, MACHINE HEAD, NEVERMORE, ARCH ENEMY) para começar as gravações do novo álbum, que deverá ser lançado no final de 2007 pela Nuclear Blast Records.

Exodus: a reação etílica dos membros quando Kirk Hammett saiu para entrar no Metallica

Johnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Gary Holt, guitarrista do EXODUS, divulgou a seguinte mensagem: "Desculpe pela total falta de comunicação, mas eu estive na Bay Area, na casa dos meus pais (eu moro a umas três horas ao norte), e fiquei sem Internet e sem tempo porque estivemos isolados com o Sr. Sneap por até 14 horas por dia, nos matando. Mas agora só faltam os solos de Lee [Altus], a mixagem, e terminamos. E sei que vocês sempre ouvem este tipo de bobagem, e esse é o motivo que me fez ficar calado durante todo esse tempo, mas este álbum não se parece com nada que vocês já ouviram. Um álbum que define um estilo, um álbum que define uma carreira – resumindo, o novo CD é a mais destruidora e f*udida obra de metal dos últimos anos. Épico, esmagador, abrangente, às vezes brutalmente simples e em outras estupidamente complexo. Estou muuuito empolgado! Você não consegue tirar o sorriso da minha cara quando eu o ouço. Meu momento de maior orgulho, com certeza. Os solos estão detonando, Lee está colocando mais uma tonelada de riffs, Tom [Hunting] colocou mais peso na bateria, o baixo do Jack [Gibson] é uma britadeira e o Duke [o vocalista Rob Dukes] está matando como nunca. Dá pra perceber que estou um pouco empolgado com este álbum? Os títulos das músicas virão logo. Eu preciso ter meus segredos".

O vocalista Rob Dukes acrescenta: "Acabei de chegar em casa (Nova Iorque) depois de ficar em Cali [Colômbia] por dois meses... Todos — Gary, Jack e Lee — estão exaustos. Estou muito contente por Tom [Hunting, bateria] estar de volta e, na minha opinião, tocando melhor do que nunca. Ele com certeza ensinou muitos doidos por aí a tocar Thrash. Ele simplesmente detonou. Trabalhar com Andy Sneap foi radical. Não quero falar muito e soar como todo mundo em relação a como o novo álbum é pesado; vou deixar que ele fale por si mesmo quando sair e estourar a sua cabeça... Estou muito empolgado por fazer parte disso tudo; essa foi a coisa mais legal que já fiz nesta vida...".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Exodus: a reação etílica dos membros quando Kirk Hammett saiu para entrar no MetallicaExodus
A reação etílica dos membros quando Kirk Hammett saiu para entrar no Metallica

Metallica: Hammett estava sentado num lugar inusitado quando foi chamado para a bandaMetallica
Hammett estava sentado num lugar inusitado quando foi chamado para a banda

Exodus: guia com (quase) todas as formações da bandaExodus
Guia com (quase) todas as formações da banda

Steve Zetro Souza: por que o vocalista saiu do Testament para entrar no ExodusSteve Zetro Souza
Por que o vocalista saiu do Testament para entrar no Exodus

Babymetal: Gary Holt ataca metaleiros puristas que ofendem a bandaBabymetal
Gary Holt ataca metaleiros puristas que ofendem a banda

Em 21/06/1990: Exodus lançava o álbum Impact Is Imminent

Megadeth: membros de Exodus e Overkill gravam versão para Wake Up Dead (vídeo)

Exodus: Hammett se sentiu mal por trocá-los pelo Metallica, mas não por usar riffsExodus
Hammett se sentiu mal por trocá-los pelo Metallica, mas não por usar riffs

Em 13/05/1966: nascia Lee Altus, guitarrista do Exodus e do Heathen

Em 07/05/2010: Exodus lançava Exhibit B The Human Condition


Exodus: Não existe Big Four; é o Metallica e mais trêsExodus
"Não existe Big Four; é o Metallica e mais três"

Exodus: A Portuguesa do thrash metal, diz matéria da VejaExodus
"A Portuguesa do thrash metal", diz matéria da Veja


Johnny Ramone: Não era bom abrir o show do Black SabbathJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Full Rock: 10 músicas desgraçadas por bandas de forróFull Rock
10 músicas desgraçadas por bandas de forró


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin