Celtic Frost: banda ainda está viva, mas parada

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por RazorB (Luís Ferraz), Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Martin Ain, baixista do CELTIC FROST, soltou a seguinte nota:

"Lamentamos profundamente pelo cancelamento dos festivais de verão e do show de aniversário do Museu de Giger desse ano. Sentimos pela adversidade que isso causou a fãs e também a agentes. Tom Gabriel Fischer (vocal, guitarra) saiu da banda, mas o CELTIC FROST continua vivo, apesar de em um certo estado de coma. Franco (Sesa, bateria) e eu não vamos continuar a gravar e excursionar como CELTIC FROST. Isso seria desrespeitoso sem um dos membros fundadores, vocalista original e guitarrista definidor da banda. Mas não vamos oficialmente encerrar o CELTIC FROST. Nós esperamos que talvez exista a possibilidade de conversar sobre o assunto e superar diferenças que causaram esse desentendimento. Com quase certeza isso não ocorrerá agora, mas talvez em algum dia no futuro. Afinal, não é a primeira vez na história dessa banda que as coisas seguem o rumo errado. Enquanto isso, Franco e eu vamos continuar a criar música nós mesmos. Sob qual nome ou com quem mais deve permanecer em aberto agora. Por ora, aceitamos a decisão de Tom como sendo a melhor para todos nós e gostaríamos de desejar tudo de melhor para ele e seus projetos futuros. Um 'obrigado' é devido aos fãs e amigos pelo apoio em tempos difíceis. Esperamos que pelo menos o trabalho desses anos passados tenha sido tão prazeroso para vocês como foi para nós."

Em postagem online recente, o ex-frontman do CELTIC FROST Tom Gabriel Fischer falou sobre sua saída da banda, "O maior esse que cometi em minha vida foi em concordar com a proposta de Martin Eric Ain de adicionar aquele membro à formação (se referindo a Franco Sesa) do reformulado CELTIC FROST, no final de 2002. Não importava a urgência da situação no momento, e apesar das enormes dificuldades que encontramos em achar um baterista adequado na Suíça, foi um erro que nunca irei me desculpar por ter cometido, até o dia em que morrer. Subconscientemente senti que era um erro mesmo na primeira semana de ensaios.

Suas lamúrias continuam verbalmente e em forma escrita, mesmo quando o CELTIC FROST não existe mais. Elas afetaram amigos, músicos, fãs, assim como membros da banda e equipe do CELTIC FROST, que se tornaram uma platéia involuntária e desconfortável. Mesmo vislumbrando agora minha própria e clara opinião sobre o assunto citado acima, é uma desgraça e grande demonstração de desrespeito à história do CELTIC FROST e aos sentimentos dos fãs e amigos dedicados do grupo. É uma traição ao que concordamos assim que o grupo se desfez. É um declínio à lama, inteiramente inapropriada para o CELTIC FROST, até mesmo na morte."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Celtic Frost"


Em 27/10/1985: Celtic Frost lançava o álbum To Mega Therion

Celtic Frost: Tom Gabriel detona Metallica por covers humilhantesCeltic Frost
Tom Gabriel detona Metallica por covers "humilhantes"

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa


Ummagumma: Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?Ummagumma
Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?

No alto do castelo: As diferenças entre os diferentes estilos de rockNo alto do castelo
As diferenças entre os diferentes estilos de rock


Sobre RazorB (Luís Ferraz)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de RazorB (Luís Ferraz) no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336