Tom Gabriel Fischer: "O tríptico está completo"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Ferraz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Tom Gabriel Fischer (ex-CELTIC FROST, hoje com sua banda TRIPTYKON) soltou a seguinte nota em seu blog:

"É como uma profecia. Três vezes em minha vida eu fui levado pelos eventos a formar um grupo de metal obscuro e extremo no mês de maio. HELLHAMMER, em maio de 1982; CELTIC FROST, na noite de 31 de maio de 1984; e agora TRIPTYKON, em maio de 2008. O tríptico está completo."

A formação do TRIPTYCON também conta com Reed St. Mark (ex-CELTIC FROST), V. Santura (DARK FORTRESS) e Vanja Slay. A primeira amostra de áudio, uma faixa chamada "Cucifixus", pode ser ouvida na página do Myspace oficial do TRIPTYKON.

Fischer comentou: "TRIPTYKON irá soar tão próximo do CELTIC FROST quanto for humanamente possível, e o álbum em que estou trabalhando irá conter todo o material que visava utilizar para o sucessor do 'Monotheist' (álbum do CELTIC FROST). Eu quero que o álbum seja um desenvolvimento mais sombrio, pesado e um pouco mais experimental do 'Monotheist'."

"'Cucifixus' é apenas uma de muitas composições com esse propósito. Entretanto TRIPTYKON não é definido só por uma música, assim como CELTIC FROST não era definida só por 'Totengott'."

Fischer anunciou sua saída do CELTIC FROST em abril, citando "a irresoluvel, severa erosão das bases pessoais tão urgentemente requeridas para colaborar em uma banda tão única, volátil e ambiciosa."

Foi noticiado no início do ano que o CELTIC FROST estaria compilando um álbum com o tentador titulo de "Monotheist Companion", que iria contar com músicas não lançadas dos ensaios do "Monotheist" de 2006 e com faixas rearranjadas do álbum.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Triptykon"Todas as matérias sobre "Celtic Frost"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1985

Phil Anselmo: 5 discos essenciais em sua coleçãoPhil Anselmo
5 discos essenciais em sua coleção

Anos 80: cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metalAnos 80
Cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metal


Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Metallica: prejudicando as finanças da Igreja UniversalMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Cultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou love (1)Cultura inútil
Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (1)

Corey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro PeschCorey Taylor
Sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Separados no nascimento: Paul Stanley e Sidney MagalSeparados no nascimento
Paul Stanley e Sidney Magal

Greta Van Fleet: o que Slash pensa sobre a banda?Greta Van Fleet
O que Slash pensa sobre a banda?

Andreas Kisser: não se arrepende da separação do SepulturaAndreas Kisser
Não se arrepende da separação do Sepultura


Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

adClioIL