Gorgoroth: Gaahl está confiante na sentença a seu favor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Júlio Oliveira, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O site holandês Face Culture postou uma curta entrevista em vídeo com Gaahl, o vocalista do GORGOROTH. Nela é discutido a batalha legal pelo nome e direitos referentes à banda entre ele (Gaahl) e o baixista King Ov Hell em um lado e o guitarrista Infernus do outro lado. Ambos os lados desejam continuar tocando sob o nome de Gorgoroth e têm feito-o, embora com membros diferentes. Uma corte decidirá em janeiro quem detem os direitos legais sobre o nome.

publicidade

Gaahl está confiante sobre o resultado da batalha. "Eu e o King somos os responsáveis por dar forma a essa criatura nos últimos oito anos", diz na entrevista. "Se não fosse por nós a banda já teria acabado há muito tempo." Ele não fala com Infernus desde a separação. "Eu nunca tive nenhum tipo de relacionamento especial com ele", explicou. "Somos dois mundos diferentes. Ele tem uma porção de ídolos, o que é totalmente meu oposto."

publicidade

A versão do GORGOROTH liderada por Gaahl entrou no estúdio no dia 25 de agosto em Bergen, Noruega, cidade natal da banda para dar início às gravações de 8 novas faixas compostas pelo baixista King Of Hell para um novo disco ainda sem título definido. Juntamente com Gaahl, King e Frost (SATYRICON) na bateria, o lineup conta ainda com Teloch e Ice Dale nas guitarras. Herbrand Larsen do ENSLAVED será novamente o produtor. O lançamento é aguardado para algum momento na primavera no hemisfério norte.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Gaahl: gente feia me deixa num mau humor terrívelGaahl
"gente feia me deixa num mau humor terrível"

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices
Algumas exigências bizarras para shows


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Suzi Quatro: a importância da linda baixista para o rockSuzi Quatro
A importância da linda baixista para o rock


Sobre Júlio Oliveira

Recifense, atualmente divide seu tempo entre trabalhar em Copenhague (Dinamarca) e morar/estudar em Malmö (Suécia). Começou a escutar Metal no início dos anos 90 com os companheiros do Colégio da Polícia Militar e desde então não parou mais, mas nunca se restringindo a um estilo, mas à qualidade da musica em questão. Resolveu começar a colaborar com o site depois de anos lendo as noticias trazidas por outros. "Tava na hora de eu dar minha colaboração também...".

Mais matérias de Júlio Oliveira no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin