Gorgoroth: "God Seed é um nome apropriado!", diz ex-baixista"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

King, ex-baixista do GORGOROTH, que recentemente perdeu uma batalha judicial contra o guitarrista Infernus pelos direitos de uso do nome GORGOROTH, conversou com o webzine Imhotep sobre GOD SEED, seu novo projeto com Gaahl, ex-vocalista do GORGOROTH. Confira abaixo trechos da conversa.

Imhotep: Então, a pergunta óbvia, é claro, por que utilizar o nome GOD SEED? Da forma que vejo é um nome com alguma ironia...

publicidade

King: "Estou ciente que este nome será motivo de piadas por causa da preferência sexual de Gaahl (N. do R.: O nome significa 'Semente de Deus', ou 'Origem de Deus', mas 'seed', ou 'sæd', em norueguês, pode ser traduzido como 'esperma'). Eu não poderia me importar menos com esta parte. As pessoas com uma mente de uma criança de 13 anos fariam isso de qualquer forma. GOD SEED representa um lado mais espiritual para nós do que GORGOROTH representaria. 'God Seed' é também o título de uma faixa do nosso último álbum lançado com o nome GORGOROTH e a respeito disso simboliza o que foi traduzido do passado. GOD SEED representa o desejo de crescer, a vontade de ser um super homem, por assim dizer. Eu acho que é um nome apropriado para o que representaremos no futuro Também estou ciente do fato de usarmos a palavra 'God' (Deus) no nome. Isto desafiará as mentes fracas a respeito do fato de termos usado muito a palavra Satan no passado, mas é tudo sobre a mesma coisa. O Deus no interior do homem e o Deus no interior da natureza. Eu nunca acreditei em uma força Cristã chamada Satan. Eu acredito no deus no interior do homem".

publicidade

Imhotep: Vocês assinaram com a Indie Recordings, uma gravadora que é a maior gravadora metal na Noruega e que é bastante profissional. Como vocês escolheram trabalhar com a Indie agora? Quais vantagens que você vê em trabalhar com uma gravadora nativa?

publicidade

King: "Eu conheço as pessoas que trabalham para a Indie por diversos anos. Sei que há boas pessoas e que é fácil de trabalhar com elas. Eu tenho grandes esperanças em trabalhar com eles no futuro. A comunicação com certeza será melhor com uma gravadora nativa do que com uma estrangeira. Eles parecem bastante interessados em dar seu melhor para mim e Gaahl, independente de sermos chamados de GORGOROTH, GOD SEED ou qualquer outro nome".

publicidade

Imhotep: Sobre o novo álbum, Gaahl já gravou os vocais? E, você tem que fazer algum ajuste, musicalmente falando? Eu digo, você não acha que as pessoas irão apenas pensar no GORGOROTH, não importa o que aconteça, visto que a música foi criada com o nome GORGOROTH desde o início.

King: "Gaahl não gravou os vocais ainda. Ele está na Espanha enquanto conversamos, trabalhando nas letras e arranjos vocais. Eu sempre fiz a música que quis fazer, e não tenho feito ajustes pelo fato da mudança de nome. Se as pessoas pensarem no que fizemos usando o nome GORGOROTH no contexto do que estamos fazendo agora com o GOD SEED, não há nada que possamos fazer a respeito. Nós iremos, é claro, trazer conosco o que criamos no GORGOROTH durante 10 anos que trabalhamos juntos. Então faz sentido..., mas agora é tudo energia a ser colocada no GOD SEED. GORGOROTH está morto da minha parte e da parte do Gaahl também."

publicidade

Imhotep: Eu sei que a maioria das pessoas está mais interessada na sexualidade do Gaahl e o que você pensa agora em retrospecto, sobre o que aconteceu no outono de 2007. Pessoalmente acho que tudo foi mais ou menos dito, feito e dito novamente. E parece que agora Infernus deseja o melhor a vocês e vocês desejam o melhor a ele, apesar de algumas questões econômicas a serem acertadas. Esperando para ver ambas juntas novamente em turnê, hehe... Sério, qual o próximo passo do GOD SEED, além de terminar os vocais para o álbum?

publicidade

King: "Não poderia me importar menos com a preferência sexual de Gaahl. Isso não tem nada a ver comigo ou com a arte que estamos fazendo juntos. Eu nunca tive problemas pessoais com Infernus e é claro que estou esperando que ele seja capaz de continuar com o que criamos no GORGOROTH. Estou certo que ele o fará. GOD SEED será o nome que utilizaremos para espalhar nossas idéias através de entrevistas, música e performances ao vivo. Nada mudou além do nome. Acho que o GORGOROTH será mais diferente de nós no futuro.

publicidade

Leia a entrevista completa (em inglês) neste link.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin