Matérias Mais Lidas

Metallica: ouça primeira vez que Master Of Puppets foi tocada (com Mustaine no rolê)Metallica
Ouça primeira vez que "Master Of Puppets" foi tocada (com Mustaine no rolê)

Iron Maiden: como soaria se Enter Sandman, do Metallica, fosse deles? VejaIron Maiden
Como soaria se "Enter Sandman", do Metallica, fosse deles? Veja

Rodolfo Abrantes: ele sentiu presença maligna em shows do Slayer e Marilyn MansonRodolfo Abrantes
Ele sentiu presença maligna em shows do Slayer e Marilyn Manson

Dave Mustaine: veja as primeiras guitarras da parceria dele com a GibsonDave Mustaine
Veja as primeiras guitarras da parceria dele com a Gibson

Guns N' Roses: DJ Ashba recusou convite para ficar na banda após volta de SlashGuns N' Roses
DJ Ashba recusou convite para ficar na banda após volta de Slash

Fender: apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileirasFender
Apagando post considerado machista sobre guitarras e mulheres brasileiras

Aquiles Priester: em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com clickAquiles Priester
Em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com click

Metallica: James achava o refrão de Master Of Puppets muito comercial, mas Lars adorouMetallica
James achava o refrão de "Master Of Puppets" muito comercial, mas Lars adorou

Black Sabbath: Ozzy era ótimo no que fazia mas Dio era mais envolvidoBlack Sabbath
"Ozzy era ótimo no que fazia mas Dio era mais envolvido"

Metallica: Eu me sinto cada vez mais dinamarquês, afirma Lars UlrichMetallica
"Eu me sinto cada vez mais dinamarquês", afirma Lars Ulrich

Metal Hammer: de Scorpions até Rammstein, os 10 melhores álbuns do metal alemãoMetal Hammer
De Scorpions até Rammstein, os 10 melhores álbuns do metal alemão

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

Tom Morello e Ted Nugent: a amizade entre um militante da Esquerda e um conservadorTom Morello e Ted Nugent
A amizade entre um militante da Esquerda e um conservador

Black Sabbath: 13 bandas que não estariam aqui sem o Black SabbathBlack Sabbath
13 bandas que não estariam aqui sem o Black Sabbath

Udo Dirkschneider: por que ele voltou atrás e seguiu cantando músicas do AcceptUdo Dirkschneider
Por que ele voltou atrás e seguiu cantando músicas do Accept


Flavio Maranhao

Opeth: Mikael Akerfeldt comenta processo de composição

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Murilo Moneo, Fonte: myYearbook, Tradução
Enviar Correções  

Kate Heath, do myYearbook, recentemente conduziu uma entrevista com o guitarrista e vocalista do OPETH, Mikael Åkerfeldt. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

myYearbook: "Watershed" é seu nono album de estúdio. Vocês, rapazes, percorreram um longo caminho entre mudanças de membros na banda e novas explorações musicais. Quais as experiências durante a carreira da banda que, na sua opinião, mais mexeram com vocês?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mikael: "Eu acho que aprendi um pouco com tudo. Aprendi sobre composição após escrever músicas para 9 álbuns. Tal como o próprio processo de gravação, eu aprendi muito sobre isso. Também com a vida na estrada, é meio superficial. Você entra no palco e toma algumas cervejas. É basicamente o que você faz. Tem muita coisa pela qual não me interesso, sabe, no lado dos negócios. Você é empurrado; você é meio que forçado a se interessar por isso. É nosso trabalho diário. Eu faço isso para sustentar minha família, sabe?"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

myYearbook: A música "Hessian Peel" contém um verso gravado ao contrário - "My Sweet Satan..." (Meu doce Satan). Vocês estavam fazendo alguma homenagem para o LED ZEPPELIN em seu verso de "Stairway To Heaven"?

Mikael: "É uma referência ao LED ZEPPELIN. Foram sobras de uma demo que fiz. Eu estava trabalhando com a música no meu home studio; queria algo para essa parte. Cantei a frase 'My Sweet Satan', que ficou na minha cabeça. Eu não tinha pensado nisso de verdade, então inverti a frase e voila! Foi como se eu quisesse isso. Eu pensei que, uma vez que fôssemos ao estudio compor, eu iria somente escrever uma boa letra e usariamos ela no lugar. Isso não tinha a sonoridade musical que eu queria, então usamos na demo, que foi uma óbvia referencia ao LED ZEPPELIN. Isso não foi para chamar a atenção deles. Foi o que veio à cabeça. Poderia ser algo como, 'I'm driving my Volvo'. Então na verdade não importa o que eu disse. Quando ouvir isso, ao contrário, aí sim importa".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal