Alice Cooper: "Meu pai não aceitava minha vida desregrada!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar Correções  

Segundo o Ireland Online, o ALICE COOPER tirou seu nome artístico de uma mensagem que sua mãe recebeu de um tabuleiro Ouija [nota: instrumento usado para comunicação com espíritos].

Loudwire: 10 rock stars que abandonaram os vícios e continuam sóbrios até hoje (vídeo)

Iron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?

O roqueiro originalmente se apresentava com o seu nome verdadeiro, Vincent Furnier, até o namorico de sua mãe com o ocultismo o levar a adotar o nome do grupo do qual ele fazia parte.

Ele explicou: "Minha mãe participou de uma sessão com um tabuleiro Ouija e perguntou ‘Quem é Alice Cooper?’ e ele enunciou 'Vincent'".

Apesar de ter conseguido seu nome artístico por intermédio de sua mãe, seu amor pela música começou com seu pai, um pastor.

"Meu pai e eu éramos ótimos amigos. Ele conhecia um monte de música. Ele amava principalmente a invasão britânica. E ele ouviu a nossa música também. Ele sabia que ALICE COOPER não era Satanás", explicou Cooper.

No entanto, a dupla finalmente se separou por causa do comportamento rock n’ roll do Alice. "Ele não podia tolerar o estilo de vida de dormir com todas as mulheres de Los Angeles e ser um alcoólatra".


adWhipDin adWhipDin adWhipDin