Metallica: a capa do "Death Magnetic" lembra uma vagina?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Na parte de "material bônus/entrevistas" do DVD francês do METALLICA, "Francais Pour Une Nuit" ("Francês por uma noite"), foi pedido aos membros da banda que comentassem as observações dos fãs sobre o fato da imagem da capa do último álbum do grupo, "Death Magnetic", ser parecida com o órgão sexual feminino.

Metallica: Falha geral no sistema de som durante show no RIR

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site

publicidade

Segue a transcrição das perguntas e das respostas:

Nos fóruns de internet por toda a França, há um debate em andamento sobre a capa do novo álbum. Muitos acham que o caixão se parece com o órgão sexual de uma mulher.

Robert Trujilo: "Sim. Eu também acho (risos)".

Algo a comentar?

Trujilo: "Claro. Digo, a primeira coisa que eu pensei quando vi a capa foi, 'ela lembra um órgão sexual de uma mulher'. Mas eu acho, de novo, que há uma certa aura mística sobre isso, o que é também uma das coisas muito especiais sobre esta banda, há muita mística e nunca dá pra saber com certeza o que o METALLICA está pensando, de onde vêm as idéias. Eu acho que a capa do álbum é maravilhosa, ela tem um quê de simplicidade mas, ao mesmo tempo, tem uma certa espiritualidade. O álbum 'Death Magnetic' pra mim é repleto de mensagens, há muitos segredos ali que podem ser interpretados de várias formas".

publicidade

James Hetfield: "O autor da capa tinha, eu acho, de seis a oito idéias diferentes, e nós viemos com 'Death Magnetic', que soa interessante. O que é isso? Nós não sabemos, mas lá estávamos nós com as oito idéias. E uma delas me chamou a atenção de imediato, e talvez seja até em razão disso, mas lá estava o caixão com o campo magnético ao seu redor... Eu acho que todo mundo, quando viu a capa pela primeira vez, pensou, 'ei, isso se parece com... Não, eu não vou dizer isso, diga você'. E todo mundo estava pensando isso. Mas... É nascimento e morte, ao mesmo tempo".

Sim.

Lars Ulrich: "O que a arte tem de melhor é que as pessoas são livres para interpretá-la do jeito que quiserem. Se alguém chegar pra mim e dizer que (a capa) se parece com uma vagina, eu não vou dizer que não. Eu vou concordar com qualquer coisa".

publicidade

É uma boa capa, porque faz as pessoas falarem dela.

Ulrich: "Sim, o principal é tentar lançar algo que extraia opiniões das pessoas. Sabe, muitas vezes, com essas coisas, você meio que começa de uma forma, tem suas próprias idéias e opiniões, e depois você deixa que elas vão e cheguem às pessoas, e de repente o público olha por um outro ângulo, algo que nós não teríamos pensado. É algo aberto a interpretações. Eu acho que é uma ótima capa, é realmente um ícone, ganhou um Grammy, ganhou vários prêmios, um grande amigo a criou, é brilhante. Um caixão, uma vagina, qualquer coisa entre esses dois pontos, vida, morte, ir e voltar, está tudo bem".



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: Falha geral no sistema de som durante show no RIRMetallica
Falha geral no sistema de som durante show no RIR

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do siteWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin