Blur: tocar baixo é mais fácil que cuidar da fazenda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Gigwise.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 27/03/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Alex James admitiu que ele acha que cuidar de uma fazenda é mais difícil do que tocar baixo no BLUR.

5000 acessosIbanez: cinco coisas que você não sabia sobre a marca5000 acessosAquiles Priester: Posters, action figures e latinhas de coca-cola

James começou uma nova carreira como produtor de queijo quando o BLUR entrou em um hiato na última década.

Em uma entrevista para a XFM o baixista admitiu que, apesar dele amar seu novo trabalho ele o achou mais punitivo do que jamais imaginou.

“Baixista é provavelmente um dos trabalhos mais fáceis do mundo”, ele disse.

“Agora eu tenho o mais difícil deles, um fazendeiro. Você tem que levantar cedo. Eu pensei que estive meio que me aposentado para ter uma vida tranquila, mas eu estou mais ocupado do que nunca. Mas eu estou amando.

James, que fez uma breve pausa na fazenda no último verão para voltar ao BLUR, descreveu sua recente reforma como “maravilhosa”.

E ele disse que o reacendimento de amizades entre os membros da banda significou que “sempre haveria o Blur”, ainda que o grupo não estivesse tocando junto.

James está atualmente criando um novo queijo para o Príncipe de Gales, que ele descreveu como o “queijo mais fino do mundo”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

IbanezIbanez
Cinco coisas que você não sabia sobre a marca

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Instrumentos"

Rob ScallonRob Scallon
É possível criar música em somente uma casa da guitarra?

Incrível guitarra de oito braçosIncrível guitarra de oito braços
Como é possível tocar uma?

GuitarrasGuitarras
As mais caras da história do rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Instrumentos"0 acessosTodas as matérias sobre "Blur"


Collectors RoomCollectors Room
Posters, bonecos e Coca-Cola na coleção de Aquiles Priester

Iron MaidenIron Maiden
Ouça o baixo de Steve Harris isoladamente

Angra e DetonatorAngra e Detonator
"Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"

5000 acessosPolêmica: as músicas mais controversas da história do Rock5000 acessosSlipknot: 10 vezes em que Joey Jordison foi um verdadeiro herói5000 acessosO trágico acidente que vitimou o Lynyrd Skynyrd5000 acessosEstreias: 20 ótimas músicas que abrem discografias4638 acessosExtreme: éramos muito chatos, diz Cherone5000 acessosVan Halen: o típico vocabulário da era David Lee Roth

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online