Evanescence: Amy Lee fala sobre o novo álbum do grupo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Spin.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/03/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O site SPIN.com conduziu uma entrevista com a vocalista e líder do EVANESCENCE, Amy Lee, que falou a respeito do processo de composição do novo álbum do grupo, que entrou em estúdio nessa semana sob a batuta do produtor Steve Lillywhite (AC/DC, FOO FIGHTERS, entre outros).
647 acessosEvanescence: "My Immortal" em baixo da hora5000 acessosBuckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Spin.com — Os fãs do EVANESCENCE ficarão surpresos com o som mais pesado?

Amy Lee — Bem, definitivamente ainda está pesado. Como em ‘The Open Door’, as novas faixas são como um arco-íris de sons. Mas esse álbum se espalha ainda mais. Há momentos imensamente pesados, mas também há momentos em que simplesmente desconstruímos tudo.

Spin.com — Vocês escreveram o álbum todo juntos?

Amy Lee — A maior parte dele sim. Algumas canções escrevi sozinha, outras compus com Terry [Balsamo, guitarrista] e com o Tim [McCord, baixista]. Tenho um estúdio em casa e trabalhamos mais juntos e, então trocávamos idéias por e-mail para saber o que íamos tocar, como se fosse um Serviço Postal. O modo de composição e o som são inspirados pelo que adoramos mutuamente — BJORK, NINE INCH NAILS, e músicas com muita programação e sons exuberantes.

Spin.com — Como vocês acabaram encontrando Steve Lillywhite?

Amy Lee — Decidimos que seria bom ter outro cérebro na sala que nos desse outra perspectiva, já que estivemos com essas demos na cabeça por muito tempo. Steve ligou para a minha gravadora e disse: ‘ei, o que Amy Lee e o EVANCESCENCE estão fazendo? Realmente gostaria de fazer algo com ela’. Imaginei que seria bem interessante. Honestamente, não teria pensando nele se ele não tivesse nos procurado. Então fomos almoçar e eu lhe mostrei algumas canções. Ele as adorou e quis mesmo o posto.

Spin.com — É interessante, considerando os trabalhos dele com o U2 e os ROLLING STONES?

Amy Lee — É verdade. E o nosso álbum não vai soar como nenhuma dessas bandas, com toda certeza. Não será um álbum orgânico. Nossa ideia é pegar sons sintéticos e atmosféricos e encontrar um modo de misturá-los numa linha entre orgânico e sintético.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

EvanescenceEvanescence
Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...

647 acessosEvanescence: "My Immortal" em baixo da hora1749 acessosThe Noite: Semana de muito rock no programa de Danilo Gentili726 acessosBillboard: há rock na lista de 100 melhores refrães do século 210 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Evanescence"

EvanescenceEvanescence
Majura pega pesado com Phil após episódio racista

Heavy MetalHeavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

EvanescenceEvanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Evanescence"

BucketheadBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Metal ExtremoMetal Extremo
Chocando os jurados em reality-shows ao redor do mundo

Chris CornellChris Cornell
A emocionante despedida de Tom Morello

5000 acessosAbout.com: site elege os 5 melhores álbuns do Slayer5000 acessosRob Halford: "Ninguém escolhe ser Gay"5000 acessosOs estranhos relacionamentos de Janis Joplin5000 acessosDef Leppard: "o mundo não gosta de rockstars gordos"5000 acessosSlipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado5000 acessosMetallica: Bob Rock não quer tão cedo trabalhar com a banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online