RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemVídeo mostra Ozzy Osbourne caminhando com muita dificuldade pelas ruas

imagemO álbum que dava medo no adolescente Kisser: "Trancava vinil no armário para dormir"

imagemPara Regis Tadeu, só existe uma coisa mais chata que o som do Dream Theater

imagemEntrevista de Roger Waters pode arruinar venda bilionária do Pink Floyd

imagemA única banda inédita em condições de ser headliner do metal no RIR, segundo Rick Dallal

imagemNamorada de Slash posta vídeo do Guns N' Roses ensaiando música inédita

imagemEngenheiros do Hawaii não era uma banda amiga da galera, diz ex-baterista

imagemA música de Paul McCartney que flopou nos Beatles, mas bombou em carreira solo

imagemQuando Raul Seixas "se vendeu ao sistema", mas deixou escondida uma sementinha anárquica

imagemO solo da discórdia que fez Marty Friedman sair do Megadeth, segundo Dave Mustaine

imagemOzzy Osbourne diz que David Lee Roth era meio biruleibe das ideias

imagemCópias físicas de novo álbum do Slipknot saíram com erro no título

imagemRachel Bolan diz que demitir ex-vocalista do Skid Row não foi fácil

imagemWacken nunca acontecerá no Brasil por causa de condição bizarra imposta por donos

imagemHaters da Nervosa já falaram na cara? Prika Amaral responde


Stamp

Twited Sister: "turnês nunca mais", diz Jay Jay French

Por Antonio Parreira
Fonte: Noisecreep.com
Em 11/05/10

publicidade

Se você pensa que verá o TWISTED SISTER ao vivo na próxima vez que eles passarem pela sua cidade, esqueça. Diz assim o guitarrista Jay Jay French: "Isso não acontecerá nunca mais. Eu suponho que as coisas acontecerão talvez, mas nós nunca mais excursionaremos [outra vez]. Eu olho a matemática disso todo ano, a matemática não faz nenhum sentido. Nenhum. Todo ano me perguntam, todo ano eu revisito a matemática. E todo ano não faz nenhum sentido excursionar. É uma incrível proposta para perder dinheiro. Eu não gosto de perder dinheiro."

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O TWISTED SISTER tem estado no mercado por mais de 30 anos, e French é um dos membros que viu tudo: mudança de integrantes, altos e baixos nas paradas, a loucura dos anos 80 e uma separação. A banda se reuniu há alguns anos atrás e toca apenas algumas datas por ano.

Então enquanto a demanda por turnês completas existe, French diz que é comercialmente melhor não desvalorizar a marca e a loucura que é o TWISTED SISTER. Na verdade, a banda tende a fazer exatamente o contrário de seus clássicos colegas.

"Eu sei o que estas bandas [de outra época] fazem, eu conheço o estilo de vida delas, eu sei o que elas fazem," continua French. "Eu não posso funcionar assim. Eu não acredito que isso é viável para elas. Eu acredito que elas excursionam por não terem realmente nenhuma outra opção neste planeta. E saindo na estrada constantemente, elas desvalorizam-se porque elas estão lá todo o tempo. Nós trabalhamos em um modelo comercial completamente diferente. Se eu não toco, adivinhem? O meu valor aumenta, não é verdade? Assim quanto menos eu toco, mais valioso eu me torno. Assim eu trabalho completamente na via oposta. Eu aposto que eu faço mais dinheiro tocando 12 shows do que a maioria das outras bandas tocando 50 shows."

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mas não fazer turnês e não tocar são duas coisas completamente diferentes. Na verdade, nos últimos anos, o TWISTED se tornou um produto quente nos circuitos de festivais na Europa e nos Estados Unidos.

French explica, "Nós calculamos a média de um show por mês. Assim é tipo 12 por ano e nós iremos fazer 15 este ano. E a maioria deles são na Europa e na América do Sul, porque as ofertas são enormes e a quantidades de pessoas é enorme. E sinceramente, os festivais fora dos E.U.A. tendem a ser melhor organizados, e eles têm sido assim por anos e anos e anos. As turnês americanas não têm mais a vibração e energia que elas têm na Europa. Eles têm feito isso na Europa por 25 anos, eles conhecem. Você sabe, Bang Your Head, Wacken. E a cultura dos jovens de viajar e acampar por lá é construída na natureza do que eles fazem. Isso é uma coisa relativamente nova aqui na América."

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Agora mesmo, o TWISTED SISTER tem duas datas americanas neste verão, sendo a banda principal no Midwest Rockfest e no Rock n' America. A banda igualmente tocará em festivais na Suécia, no México, na Suíça, na Noruega e em outros.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dez faixas-título que não são as músicas mais famosas de seus álbuns - Parte 1

"Eu sabia que a nossa aparência ofenderia as pessoas", afirma Dee Snider

Dee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa

Como Robert Plant ajudou Dee Snider a se tornar vocalista do Twisted Sister

Tobias Forge diz que música do Twisted Sister mudou a sua vida

Twisted Sister: segundo Dee, "ser pobre e famoso é uma merda"

Papai Truezão: astros do Heavy Metal em fotos com seus filhos

Dee Snider: reunião do GNR "quando o dinheiro de Axl se esgotar"

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Antonio Parreira

Antonio Parreira, aka Tunão, aka Anton Parr, é arquiteto, designer gráfico e músico. Interessado por música desde sempre, tornou-se fanático por rock depois de descobrir bandas como Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e AC/DC. No início dos anos 80 acompanhou o nascimento do Thrash Metal, estilo que se tornou seu preferido de todos os tempos. Tocou em várias bandas nessa linha "Thrash Bay Area" durante os anos 80 e 90: Napalm, Damage, Overthrash, The Still e Avalon. Atualmente é vocalista do Buffalo Theory MTL, banda de Southern Metal de em Montreal, Canadá. Leitor do Whiplash! desde os anos 90 e atualmente colaborando com textos e traduções, diretamente da "terra do Voïvod".

Mais matérias de Antonio Parreira.