Twited Sister: "turnês nunca mais", diz Jay Jay French

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Antonio Parreira, Fonte: Noisecreep.com, Tradução
Enviar Correções  

publicidade

Se você pensa que verá o TWISTED SISTER ao vivo na próxima vez que eles passarem pela sua cidade, esqueça. Diz assim o guitarrista Jay Jay French: "Isso não acontecerá nunca mais. Eu suponho que as coisas acontecerão talvez, mas nós nunca mais excursionaremos [outra vez]. Eu olho a matemática disso todo ano, a matemática não faz nenhum sentido. Nenhum. Todo ano me perguntam, todo ano eu revisito a matemática. E todo ano não faz nenhum sentido excursionar. É uma incrível proposta para perder dinheiro. Eu não gosto de perder dinheiro."

Em 10/05/1984: Twisted Sister lançava Stay Hungry, sua obra-primaDeath Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent

O TWISTED SISTER tem estado no mercado por mais de 30 anos, e French é um dos membros que viu tudo: mudança de integrantes, altos e baixos nas paradas, a loucura dos anos 80 e uma separação. A banda se reuniu há alguns anos atrás e toca apenas algumas datas por ano.

Então enquanto a demanda por turnês completas existe, French diz que é comercialmente melhor não desvalorizar a marca e a loucura que é o TWISTED SISTER. Na verdade, a banda tende a fazer exatamente o contrário de seus clássicos colegas.

"Eu sei o que estas bandas [de outra época] fazem, eu conheço o estilo de vida delas, eu sei o que elas fazem," continua French. "Eu não posso funcionar assim. Eu não acredito que isso é viável para elas. Eu acredito que elas excursionam por não terem realmente nenhuma outra opção neste planeta. E saindo na estrada constantemente, elas desvalorizam-se porque elas estão lá todo o tempo. Nós trabalhamos em um modelo comercial completamente diferente. Se eu não toco, adivinhem? O meu valor aumenta, não é verdade? Assim quanto menos eu toco, mais valioso eu me torno. Assim eu trabalho completamente na via oposta. Eu aposto que eu faço mais dinheiro tocando 12 shows do que a maioria das outras bandas tocando 50 shows."

Mas não fazer turnês e não tocar são duas coisas completamente diferentes. Na verdade, nos últimos anos, o TWISTED se tornou um produto quente nos circuitos de festivais na Europa e nos Estados Unidos.

French explica, "Nós calculamos a média de um show por mês. Assim é tipo 12 por ano e nós iremos fazer 15 este ano. E a maioria deles são na Europa e na América do Sul, porque as ofertas são enormes e a quantidades de pessoas é enorme. E sinceramente, os festivais fora dos E.U.A. tendem a ser melhor organizados, e eles têm sido assim por anos e anos e anos. As turnês americanas não têm mais a vibração e energia que elas têm na Europa. Eles têm feito isso na Europa por 25 anos, eles conhecem. Você sabe, Bang Your Head, Wacken. E a cultura dos jovens de viajar e acampar por lá é construída na natureza do que eles fazem. Isso é uma coisa relativamente nova aqui na América."

Agora mesmo, o TWISTED SISTER tem duas datas americanas neste verão, sendo a banda principal no Midwest Rockfest e no Rock n' America. A banda igualmente tocará em festivais na Suécia, no México, na Suíça, na Noruega e em outros.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Em 10/05/1984: Twisted Sister lançava Stay Hungry, sua obra-prima

Dee Snider: CD e DVD ao vivo serão lançados este ano, afirma o vocalistaDee Snider
CD e DVD ao vivo serão lançados este ano, afirma o vocalista

Por dentro com Paulo Baron: Entrevista com Dee Snider sobre o novo coronavírus (vídeo)Por dentro com Paulo Baron
Entrevista com Dee Snider sobre o novo coronavírus (vídeo)


Dee Snider: cantor critica Cannibal Corpse, mas pede desculpasDee Snider
Cantor critica Cannibal Corpse, mas pede desculpas

Twisted Sister: Dee Snider chama Vince Neil de assassinoTwisted Sister
Dee Snider chama Vince Neil de assassino


Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got TalentDeath Metal
Menina de 6 anos detona no America's Got Talent

Separados no nascimento: Alice Cooper e Emerson FittipaldiSeparados no nascimento
Alice Cooper e Emerson Fittipaldi


Sobre Antonio Parreira

Antonio Parreira, aka Tunão, aka Anton Parr, é arquiteto, designer gráfico e músico. Interessado por música desde sempre, tornou-se fanático por rock depois de descobrir bandas como Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e AC/DC. No início dos anos 80 acompanhou o nascimento do Thrash Metal, estilo que se tornou seu preferido de todos os tempos. Tocou em várias bandas nessa linha "Thrash Bay Area" durante os anos 80 e 90: Napalm, Damage, Overthrash, The Still e Avalon. Atualmente é vocalista do Buffalo Theory MTL, banda de Southern Metal de em Montreal, Canadá. Leitor do Whiplash! desde os anos 90 e atualmente colaborando com textos e traduções, diretamente da "terra do Voïvod".

Mais matérias de Antonio Parreira no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin