Kid Vinil: "Capas históricas e seus personagens"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo!
Enviar correções  |  Ver Acessos

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL escreveu nova matéria em sua coluna no Yahoo!. Confira abaixo alguns trechos.

Garagens: adolescentes frustrados, guitarras baratas e energiaGuns N' Roses: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Existem milhares de capas emblemáticas no rock and roll, mas em alguns casos certos personagens ressaltam a importância de certas fotos, a maioria premeditadas e cheias de produção, outras feitas pelo acaso e descontraidamente. Inspirados na capa do álbum The Freewheelin', lançado por Bob Dylan em 1963, o semanário New Muscal Express fez uma matéria especial citando capas históricas e seus personagens.

Selecionei algumas e começo exatamente pela capa do Bob Dylan que inspirou a reportagem e que hoje serve como homenagem a Suze Rotolo (1943-2011), a garota que aparece abraçada com ele na foto. Ela faleceu no último 24 de fevereiro, vítima de câncer. A história dessa capa é apaixonante, como tudo que Bob Dylan já fez em sua vida. Filha de italianos comunistas, Suze conheceu Dylan no Greenwich Village em 1961 aos 17 anos de idade. "Ela era a coisa mais erótica que eu já vi", disse Dylan em seu "Memoir Chronicles-Volume One", de 2004. Era uma ativista dos direitos civis e também é dado a ela o credito de apresentar a Dylan a obra do poeta Arthur Rimbaud e a ópera de Bertold Brecht. O casal ficou junto por três anos e nesse meio tempo Bob Dylan escreveu algumas de suas mais belas canções, como "Blowin in The Wind", "Masters of War", "A Hard Rain's A-Gonna Fall". Suzan Rotolo inspirou particularmente duas canções: "Don't Think Twice It's Allright" e "Tomorrow is Long Time".

A foto da capa foi tirada na 4th Street no Greenwich Village, em Nova York, num dia frio em fevereiro de 1963, pelo fotografo Don Hunstein. É uma das capas mais marcantes do rock, uma foto íntima, relaxante e que captou um momento maravilhoso. Depois do fim do namoro com o músico, Suze se casou com um editor de cinema italiano. Ela sempre se esquivou de comentários sobre sua relação com Dylan, mas apareceu em 2008 no documentário "No Direction Home" e também lançou o livro "Freewheelin' Time", que são memórias sobre sua vida no Village nos anos 60, onde ela chamou Bob Dylan de "um elefante num quarto da minha vida". Essa é realmente uma fascinante história de amor... eu já gostava dessa capa mesmo antes de saber desses detalhes.

Para ler a matéria na íntegra clique no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Capas"Todas as matérias sobre "Kid Vinil"


Southern Rock: as melhores e piores capas do estiloSouthern Rock
As melhores e piores capas do estilo

Ghost: as geniais referências a filmes nas capas de discos e outras artesGhost
As geniais referências a filmes nas capas de discos e outras artes

Loudwire: as capas de Heavy Metal mais assustadorasLoudwire
As capas de Heavy Metal mais assustadoras


Garagens: adolescentes frustrados, guitarras baratas e energiaGaragens
Adolescentes frustrados, guitarras baratas e energia

Guns N' Roses: Perguntas e respostas e curiosidades diversasGuns N' Roses
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Gosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para sempreGosto Musical
Artistas falam do que devia ser banido para sempre

Chris Cornell: jornalista foi a último show e percebeu algo erradoChris Cornell
Jornalista foi a último show e percebeu algo errado

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor

Motörhead: o dia em que o Metallica se fantasiou de LemmyMotörhead
O dia em que o Metallica se fantasiou de Lemmy

Rita Lee: cantora detona ex-colegas dos Mutantes em biografiaRita Lee
Cantora detona ex-colegas dos Mutantes em biografia


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336