Matérias Mais Lidas

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemBruce Dickinson: ouça o teste dele para entrar no Iron Maiden

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemZakk Wylde: "Black Sabbath com o Dio não é Black Sabbath"

imagemCantora country-pop Carrie Underwood sobe ao palco com Guns N' Roses em Londres

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMega-hits Manjados: 10 clássicos que se tornaram clichês

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemRob Halford posa para foto ao lado de Paul Stanley

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemKirk Hammett deixa escapar que Metallica pode estar trabalhando em um novo álbum

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro


Airbourne 2022

Gravadora: 18 regras básicas pra comandar uma em 2011

Por Nacho Belgrande
Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Em 25/06/11

As 18 Regras Básicas Pra se Comandar uma Gravadora em 2011
Por Vince Vellstein, Traduzido por Nacho Belgrande

1. Demita todo o seu departamento de vendas, se você ainda tiver alguém nele. Eles estão tornando-se rapidamente obsoletos, como um disquete num mundo com Internet.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

2. Aceite que o CD é um formato morto e planeje AGORA um futuro sem eles. Na melhor das hipóteses, os CDs vão terminar seus dias como souvenires para os fãs mais cabeças-duras dentre os mais fanáticos, tal qual o vinil hoje em dia.

3. Cancele seu contrato de distribuição com gravadoras maiores, consórcios de selos ou grandes lojas de varejo. Administre todas as vendas físicas direto de sua sede através de sua loja online. Acordos de distribuição ainda têm valor, mas é bem limitado, e o valor não vai durar muito. Assine um novo contrato de distribuição SEM EXCLUSIVIDADE para VENDAS FÍSICAS NO VAREJO somente para aproveitar o que resta de dinheiro desse tipo de canal (2 a 3 anos, no máximo).

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

4. Registre-se junto ao TuneCore para colocar seus artistas no iTunes, Amazon, etc. Administre toda a distribuição digital de dentro de sua sede.

5. Feche seu escritório na parte central e badalada da cidade. Arrume um espaço ultra - barato em um barracão nos subúrbios ou numa área industrial da cidade.

6. Assine contratos de total abrangência de atividades comerciais, ou alguma variação disso (180, 270, como você quiser). Para se dar bem no mundo de hoje, você tem que ter direitos de merchandise. Pense nisso não como uma gravadora metendo a mão nos direitos de uma banda, mas agindo mais como um empresário do que um selo propriamente dito.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

7. Confeccione uma loja online robusta e fácil de usar para todos os produtos físicos de sua banda, incluindo CDs, vinis e camisetas. Use o espaço de seu escritório como estoque e efetue todo o despacho direto da sede. Delegue as tarefas de envio e despacho para os estagiários.

8. Lance álbuns digitalmente no mesmo dia ao redor do mundo inteiro. Fim da história. A internet é global; lide com isso. Se o lançamento de um produto físico está emperrado devido à confecção, marketing, ou outros pepinos, certifique-se de que o produto esteja disponível digitalmente EM TODO CANTO no momento que o produto físico aparecer.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.