Deep Purple: DVD "Phoenix Rising" mostra era Tommy Bolin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

Em 28 de junho a Eagle Rock Entertainment irá lançar o "Phoenix Rising" do DEEP PURPLE – um revelador documentário de mais de duas horas incluindo 30 minutos de imagens inéditas (nem mesmo em bootleg) direto do palco no Japão. "Phoenix Rising" será lançado em DVD, Blu-ray e em um pacote especial de dois discos em DVD/CD.

publicidade

O lançamento é motivo de celebração entre os fãs do PURPLE em virtude da raridade do material. Longas entrevistas com o tecladista Jon Lord e o baixista Glenn Hughes contam a história de uma banda de uma banda diante das circunstâncias em uma de suas eras mais controversas, extremas e excitantes de sua longa carreira. Ian Gillan e Roger Glover haviam partido. Um jovem desconhecido cantor de nome David Coverdale foi recrutado assim como o baixista Hughes. Os resultados foram "Burn" e "Stormbringer" (ambos lançados em 1974). Mas então Ritchie Blackmore deixou a banda. Contra todas as adversidades, eles persistiram, recrutando Tommy Bolin (do ZEPHYR e THE JAMES GANG). O álbum"Come Taste The Band" (1975) documenta a breve era Bolin, uma era que acabou em escombros quando a banda anunciou em julho de 1976 que estava se separando. Em dezembro, Bolin morreria em decorrência de uma overdose de heroína. Nove anos de silêncio se seguiram.

publicidade

Os inéditos 30 minutos do Rises Over Japan", tem a formação Coverdale/Lord/Bolin/Hughes/Paice se apresentando em 1976 com oito músicas "Burn", "Getting Tighter", "Love Child", "Smoke On The Water", "Lazy", "Homeward Strut", "You Keep On Moving" e "Stormbringer" (o pacote de disco duplo contém essas oito músicas em CD). Esse segmento é uma das únicas imagens em vídeo que mostram Tommy Bolin em performance no DEEP PURPLE.

publicidade

A parte do documentário de 90 minutos, "Getting Tighter", relembra os desafios e atribulações de uma banda em confusão passeando na montanha russa dos extremos excessos do rock 'n' roll. Com imagens ao vivo, imagens de bastidores, histórias nunca antes contadas e material em vídeo original cuidadosamente selecionados em anos de pesquisa, é uma autentica preciosidade para todos fãs do PURPLE e fãs da história do rock. Não ficou pedra sobre pedra... e em alguns momentos a coisa fica feia. Áspero, verdadeiro, selvagem, essa é a história de uma era nos anos 70 que é simplesmente inesquecível.

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinJethro Tull
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

E-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?E-Farsas
Papa Francisco era fã do Black Sabbath?


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin