Black Sabbath: "queriam que gravássemos um álbum de rap"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Gibson.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


Peter Hodgson do site Gibson.com conduziu uma entrevista com o ex-vocalista do BLACK SABBATH, Tony Martin. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

77 acessosEnciclopédia do Rock: "The End Of The End", do Black Sabbath5000 acessosMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Gibson.com: Do que você mais se orgulha em seu tempo no Black Sabbath, seja nas letras ou vocais? Em particular, "Cross Purposes", é um álbum que eu ouço tanto por causa das letras quanto pelas próprias canções.

Tony Martin: Eu entendo porque você escolheu esse álbum. Eu me importei em fazer letras mais reais do que em vez de histórias. Mas eu realmente inventei algumas palavras, e até hoje, apenas uma pessoa me questionou sobre elas. Eu desafio qualquer um a entendê-las, mas mesmo assim todo mundo canta essas músicas. Acho isso interessante.

Gibson.com: Como você se sente sobre o seu trabalho em "Forbidden" (Black Sabbath)?

Tony Martin: Bem, "Forbidden" é... uma "merda", mas não é bem verdade. As músicas funcionaram muito bem nos ensaios, mas então as coisas começaram a ficar meio políticas, e eu soube de uma reunião do Ozzy com Sabbath, não diretamente, é claro. Mas antes disso, houve uma reunião na sede da banda em Londres para discutir a possibilidade de fazer um álbum com a sonoridade tipo do grupo de rap RUN-DMC. Isso não tinha como dar certo, e disse isso. Cozy Powell (falecido baterista do Black Sabbath) também pensou que não iria funcionar. Eu nunca tive certeza do que a maioria dos outros tinha decidido, mas nós estávamos prestes a criar um álbum do "Rap Sabbath". Então fiquei sabendo que o rapper Ice-T ia participar, mas eles não podiam ou não queriam me dizer se ele faria todo o álbum ou apenas uma faixa. Eu ainda não sabia de nada até estar no estúdio gravando as faixas. Eles disseram que iam trazê-lo e ver o que ele queria fazer. Por isso tive um mal presentimento sobre isso. O álbum acabou não funcionando, apesar de alguns fãs o adorarem. Foi o penúltimo álbum comigo, antes de me desligar da banda. O último álbum lançado foi o "Sabbath Stones", uma coletânea, que manteve o meu nome na banda por um período de 10 anos e seis álbuns.

Gibson.com: Como seu novo projeto, com o baixista Magnus Rosén (HAMMERFALL), o guitarrista Andy La Rocque (KING DIAMOND) e o baterista Danny "Dante" Needham (VENOM, Tony Martin) está indo? Como ele irá soar? Terá uma turnê?

Tony Martin: Bem, todos nós estamos fazendo projetos individuais e outras coisas. Estamos conversando sobre o andamento, mas até que tenhamos terminado nossos projetos atuais, não podemos fazer nenhuma turnê. A idéia é lançar um álbum de uma forma controlada. Nós temos duas canções escritas com um som bem original e estamos animados sobre isso. Será bem acessível.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:
http://www.gibson.com/en-us/Lifestyle/Features/tony-martin-0...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Sabbath e MaidenSabbath e Maiden
Bandas lançam álbuns ao vivo no mesmo dia

77 acessosEnciclopédia do Rock: "The End Of The End", do Black Sabbath253 acessosSom de Peso: uma resenha do "Vol 4" do Black Sabbath863 acessosBlack Sabbath: Geezer Butler tem 120 riffs para novo projeto0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Eu detesto a expressão Heavy Metal!"

Heaven & HellHeaven & Hell
Mistérios e autocensura na capa de álbum

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


MetallicaMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

NirvanaNirvana
Dave Grohl explica porque não toca clássicos ao vivo

PosturaPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosScorpions: As 20 melhores canções com temática romântica5000 acessosDave Mustaine: "há bandas cujo nome me ofende"5000 acessosPlanno D: 10 momentos marcantes do Rock in Rio 20155000 acessosDream Theater: quando um tecladista autografa uma guitarra5000 acessosMetallica: Hetfield e Hammet falam sobre o Black Album

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online