Dream Theater: LaBrie fala sobre bateristas e novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Kako Sales, Fonte: Blabbermouth.Net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/08/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


A filial britânica da Roadrunner Records conduziu uma entrevista com o vocalista James LaBrie, dos gigantes do Metal Progressivo Dream Theater, na edição deste ano do High Voltage Festival, organizado pela premiada revista Classic Rock, que aconteceu nos dias 23 e 24 de julho de 2011, no Victoria Park, em Londres, Inglaterra. Você pode assistir abaixo às primeiras duas partes da conversa. No primeiro vídeo, James fala sobre o processo de seleção para encontrar um novo baterista após a saída de Mike Portnoy e, no segundo vídeo, ele discorre sobre o processo de gravação para o novo álbum do Dream Theater e sobre como tem sido tocar a nova música do vindouro álbum na atual turnê européia da banda.
1115 acessosDream Theater: "Pull Me Under" é a mais importante da banda5000 acessosPara tocar: O que são tablaturas e como usá-las?

“A Dramatic Turn of Events”, o esperado novo álbum do Dream Theater, que marca a estréia de Mike Mangini, será lançado em 13 de setembro via RoadRunner Records.

Em uma recente entrevista à Ultimate Classic Rock, o guitarrista do Dream Theater, John Petrucci, foi questionado sobre como a recente alteração na formação do grupo afetou as responsabilidades de composição para o novo CD. “Nós não compusemos com Mike Mangini,” disse ele. “Decidimos entrar em estúdio e compormos, somente nós, sem um baterista, para ficarmos mais íntimos do processo de composição que cada guitarrista, tecladista e baixista fazem quando estão reunidos em um quarto de hotel ou num estúdio. Somente compor e fazer a melhor música possível, explorando diferentes áreas. Decidimos fazer desse jeito, que foi ótimo – um excelente ambiente para trabalhar a criatividade.”

Quando perguntado se a banda acabou compondo coisas que eram realmente difíceis para Mangini tocar, Petrucci disse: “É engraçado você dizer isso, porque eu programei a trilha de bateria com um software, o que foi bastante divertido. Eu cheguei com algumas coisas bem bizarras. Quando terminamos, eu enviei a ele, perguntando: ‘Você pode realmente tocar essas coisas? Eu não sei, não sou baterista, seria fisicamente possível fazer isso?’ Aí, quando ele apareceu alguns meses depois, lá estava ele, um ser humano fazendo aquelas coisas. Eu fiquei abismado. É legal fazer esse tipo de coisa porque você pode aparecer com coisas que vão além da imaginação, no que tange à bateria, e então fazer acontecer na vida real.”

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Dream TheaterDream Theater
"Pull Me Under" é a mais importante da banda, diz Petrucci

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

Regis TadeuRegis Tadeu
Comparando fãs do Dream Theater e Miley Cyrus

Tom GrossetTom Grosset
O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness

LoudwireLoudwire
Os supergrupos fictícios mais estranhos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Para tocarPara tocar
O que são tablaturas e como usá-las?

SlipknotSlipknot
Banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR

Axl RoseAxl Rose
Sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley

5000 acessosFotos de Infância: Red Hot Chili Peppers5000 acessosKurt Cobain e Layne Staley: a coincidência de suas mortes5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"2628 acessosSweet Home Alabama: O hino absoluto do Rock Sulista5000 acessosSepultura: as dez canções mais subestimadas da banda5000 acessosBob Dylan: é dele a "Maior Música de Todos os Tempos"

Sobre Kako Sales

Mineiro de Januária, baterista autodidata, cresceu em ambiente familiar ligado à música popular e erudita. Seu pai chegou a fazer pequenas turnês com bandas da Jovem Guarda como tecladista no fim da década de 70. Aos 10 anos, iniciou os estudos de teoria musical e piano clássico. Teve o primeiro contato com o mundo do metal ao escutar o CD Angels Cry do Angra, aos 15 anos. Desde então tem se dedicado a conhecer, colecionar e difundir o melhor do metal brasileiro e mundial. Graduado em Letras/Inglês, principalmente por influência da língua-mãe do rock, tem como principais ícones do metal as bandas Angra, Symphony X, Dream Theater e Opeth.

Mais informações sobre Kako Sales

Mais matérias de Kako Sales no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online