Duff McKagan: divulgada parte da autobiografia do baixista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/09/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


DUFF McKAGAN, baixista do LOADED e membro original do GUNS N’ ROSES e do VELVET REVOLVER, lança sua autobiografia, ‘IT’S SO EASY – AND OTHER LIES’ no dia 4 de outubro próximo pela editora estadunidense Touchstone. Não há previsão para o lançamento da obra em português.
3370 acessosGuns N' Roses: em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 20165000 acessosFotos de Infância: Bon Scott, do AC/DC

O que segue abaixo é a tradução do trecho que a própria editora disponibilizou para divulgação, traduzido para maior entendimento do público.

“NOTA DO AUTOR:

Meus amigos e velhos colegas de banda podem lembrar-se de algumas das histórias que eu relato de modo diferente do que faço, mas eu descobri que todas as histórias têm muitos lados. Essas são minhas histórias. Estas são minhas perspectivas. Essa é a minha verdade.

PRÓLOGO:

DJ Morty está atrás de uma mesa no quintal. Os anêmicos últimos raios de sol de um fim de tarde na Califórnia se alongam sobre as telhas da casa de um andar que eu divido com minha esposa, Susan, e nossas duas filhas, Grace e Mae. Na frente da mesa do DJ está uma pequena armação de placas de madeira polida – uma pista de dança portátil que nós alugamos junto com algumas mesas e cadeiras.

Morty dá uma passada nas músicas em seu laptop, brinca com seu console de MP3 e checa de novo os cabos conectando tudo isso ao amplificador a às caixas de som. Ele está se preparando para a festa. Eu encontrei Morty algumas vezes em outros eventos pela cidade; eu por muitas vezes acabo me sentindo como o trouxa de meia-idade nesses eventos moderninhos, e algumas vezes o mais confortável de se fazer é conversar sobre música com o DJ.

Hoje, entretanto, enquanto a tarde vira noite em Los Angeles, eu estou ainda mais deslocado do que de costume. Senão, menos bem-vindo. Grace está completando treze anos hoje e estamos dando uma festa. Grace já disse a mim e a mãe dela para ficarmos completamente invisíveis. As palavras exatas dela: “Vocês não estão convidados.”

Ah, as alegrias da paternidade.

Ainda assim, Susan e eu corremos atrás de preparar a festa. Aniversários nessa idade são muito importantes. Eu me lembro de quando completar dezoito anos era considerado um marco, mas até naquela idade minha festa limitou-se a alguns poucos amigos e familiares. Parcialmente devido a diferenças sócio-econômicas entre minha infância e a de minhas filhas. Hoje em dia nós moramos em uma área muito mais seleta do que a na qual cresci. Quando você pode gastar mais, você faz mais, e os garotos numa vizinhança como essa desenvolvem algumas expectativas. Então além do DJ, há uma cabine de fotos, e um salão de tatuagens de henna.

Outra razão pela qual nos esforçamos tanto é que suspeitamos que essa poderia ser a última vez que Grace, a mais velha de nossas duas filhas, irá querer comemorar em casa. Ah, bem.

Planejar essa festa foi desafiador por vezes. Quando eu liguei pra empresa de aluguel de cabines de fotos, a primeira pergunta que me fizeram foi, “Qual vai ser o tema do papel fotográfico?”

Huh?

“Sim, a máquina cospe tiras – quatro fotos tamanho passaporte em cada tira. Você pode ter algo escrito na lateral.”

Eu pensei rápido. As tiras de fotos de passaporte terão ‘Festa de 13 Anos de Grace’ escrito nelas.

Agora o dia da festa chegou e eu estou me certificando de que tudo está pronto.

A mulher do salão de tatuagens de henna abriu o catálogo de amostras dela e está sentada confortavelmente em uma cadeira. Eu levo um copo de água pra ela. Eu olho famintamente pra mesa de comida, onde os preparativos de um delicioso banquete mexicano estão sendo feitos. O serviço de buffet está até fazendo tortilhas, do zero, com uma chaleira de óleo. Também há um bar de sorvete. Eu amo sorvete. Essa vai ser uma baita festa.

DJ Morty coloca ‘Controversy’ do Prince e coloca o volume no máximo. Eu grito para Susan. Quando ela se junta a mim no quintal, eu a arrasto pra pista de dança e começamos a sacolejar. Fato pouco sabido sobre os membros originais do Guns N’ Roses: nós dançamos. Todo mundo conhece o passo de serpentina de Axl, claro. Muito menos pessoas sabem que Slash é um dançarino cossaco russo de nível mundial. E eu, bem…

“Pai!” Grace grita.

Eu paro no meio de um passo e me viro para olhar pra ela.

“As pessoas vão começar a chegar a qualquer minuto!”

Ela está mortificada. Desde agora.

Sim, sim, sim, eu Possi lidar com isso. Ela só está amadurecendo.

Enquanto os amigos de Grace começam a chegar, Grace mais uma vez deixa claro que ela nos proibiu de sair pro quintal durante a festa. Aparentemente pais são um embaraço nessa idade. Que seja. Olhando pela porta dos fundos à medida que a festa engrena, eu vejo pequenos grupos de garotos e garotas conversando, sorrindo e rindo timidamente. Alguns desses garotos estão começando a parecer adultos – um dos meninos é quase da minha altura.

Uma hora ou mais depois eu estou pensando se eu deveria realmente levar um copo de água pro cara tomando conta da cabine de fotos e ver como está tudo indo para a artesã de tatuagens de henna e me certificar de que todo mundo está se comportando. Eu sou responsável por esses garotos, afinal de contas. Porra, o DJ é um amigo meu, então eu tenho que visitá-lo um pouco. E bem, a comida parece muito boa também, e eu deveria fazer um prato para Susan. E enquanto eu faço isso, posso pegar um pra mim.

Eu não estou xeretando, digo pra mim mesmo enquanto empurro a porta dos fundos e saio. De modo algum. Estou apenas sendo um pai responsável. Sim.

Será que eu pego sorvete agora, ou volto pra pegar mais tarde?

No que eu viro num canto escondido da casa eu paro, duro: um menino e uma menina estão se beijando.

Ah merda.(...)

Esta matéria pode ser lida na íntegra no site do LoKaos Rock Show:
http://lokaos.net/its-so-easy-and-other-lies-de-duff-mckagan...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1411 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1558 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1761 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

AcceptAccept
Wolf Hoffmann fala sobre o que achou de Axl Rose no AC/DC

SlashSlash
Guitarrista fala sobre influência de Jimi Hendrix

Guns N RosesGuns N' Roses
Frank Ferrer paga pau pra Steven Adler

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Loaded"0 acessosTodas as matérias sobre "Velvet Revolver"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Bon Scott, do AC/DC, muito antes da fama

SlashSlash
Confissões sobre drogas chocaram David Bowie

Dream TheaterDream Theater
Baterista Mike Portnoy revela seus 10 álbuns favoritos

5000 acessosCapas de álbuns: 30 das piores artes da história5000 acessosDave Navarro: conheça a filha atriz pornô do músico5000 acessosMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas5000 acessosChris Cornell: as dez canções mais subestimadas com o vocalista5000 acessosAxl Rose no AC/DC: o que Ozzy Osbourne achou disto?5000 acessosGuitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online