Duff McKagan: ensinando quem não pode beber a beber

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  

Por Duff McKagan, em fevereiro de 2012, para o Seattle Weekly,
traduzido por Nacho Belgrande

Eu costumava ser aquele cara que estava sempre tentando achar o melhor lugar na cidade para tomar um gole. Sim, eu era o cara que os garçons adoravam de cara, mas sempre acabavam tentando dar um jeito de me chutar pra fora. Um bêbado chato – mas bom de gorjeta – como eu só conseguia obter isso das pessoas. Não era uma situação do tipo ‘tomar apenas umas duas doses e ir pra casa'. Ficava vergonhoso e esquisito e fedido. Os barmen ficam meio enjoados de pessoas como o cara que eu era. Eu era como o personagem de Bukowski no filme Barfly. Eu adorava destilados.

Queen: uma interpretação da letra de "Bohemian Rhapsody"

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?

publicidade

publicidade

Os bares estavam ali pelo álcool e pelas amizades de boteco.

Para pessoas como eu, ficar sóbrio e não beber mais é a única opção verdadeira [a outra ‘alternativa’ não é uma opção de jeito algum – é simplesmente a treva repentina]. Mas o que você faz quando não pode mais beber? Um cachaceiro pode sequer entrar num bar?

publicidade

Bem, depois de eu ter me limpado, eu ainda amava música, e a maioria da música ao vivo ocorre em algum tipo de estabelecimento para consumir bebida. Para minha surpresa e deleite, havia muita gente como eu por aí.

publicidade

Não somente há uma infinidade de caras sóbrios nos bares, como também há toda uma legião de funcionários de bares que amam ter alguém sóbrio no ambiente deles. Eu acho que as pessoas que não metem o pé na jaca dão companhia sóbria para eles.

publicidade

Se você é um não-bebedor por causa de um ‘histórico’, ou somente não está bebendo álcool em uma dada noite porque você está dirigindo, sua lista de bares para ir, e o que eles oferecem na forma de bebidas não-alcóolicas, irá variar de acordo com o que eles oferecem no departamento de etílicos. Se um bar tem um monte de coquetéis exóticos, então há uma boa chance de que eles terão vários drinques não-alcóolicos no cardápio. O contrário também é verdade, contudo. Se um bar só tem cerveja em lata, a sua única opção não-alcóolica poderá ser água da torneira.

publicidade

Há varies excelentes marcas de cerveja não-alcóolica hoje em dia, e mais e mais bares estão reconhecendo o fato de que há um Mercado para bebedores de O’Douls e Buckler.

E claro, sempre tem aquele energético, o meu favorito. O energético sem açúcar dá o grau que eu preciso sem o choque glicêmico [e as calorias. O cara tem que manter sua silhueta de mulher!].

Eis uma lista rápida de algumas boas opções:

The Sunset Tavern: Excelente quadro de funcionários. Eles servem O’Douls e energéticos. Os funcionários são muito legais, e as bandas estão bem à sua direita. Altamente recomendado para sua noite sóbria.

Darrell’s Tavern: Um novo achado para mim, a Darrell’s é o máximo em estilo velha guarda. Bar circular da hora, palco baixo. Grande mistura de gente da zona norte e hipsters do centro da cidade.

Ivar’s Salmon House Bar (Northlake): Se você estiver a fim de comida boa, uma vista magnífica e esportes na TV, esse bar tem tudo. Já que o Ivar’s tem um bar full-service, um doidão pode tomar os coquetéis sem álcool estilosos com um pingo de menta e tudo mais!

Jaks [Na 45th N.E.]: Um excelente pico para levar as crianças. Mais uma vez, comida muito boa, um bar completo e não há separação entre o bar e o restaurante. Já que é um lugar pra se comer de verdade, suas chances de estar cercado de bebuns são bem baixas.

Slim’s Last Chance Chili: Eu sou grande fã de churrasco verdadeiro e comida típica estadunidense. Como bar, o Slim’s fica pau a pau com qualquer buraco no Texas, enquanto tem uma atmosfera unicamente ‘Seattle’. Um excelente clube de punk rock/rockabilly. Grande restaurante. Grande bar.

Palomino [centro da cidade]: Para aqueles chegados em luxo, o Palomino vai servir com certeza. Um grande local para um encontro, e eles fazem um expresso bem forte e encorpado. Então enquanto sua acompanhante pode estar enchendo a lata, você pode ficar todo bombado e pronto pro eventual pega. Claro, eu não falo isso por experiência própria… eu só tô dizendo que PODERIA rolar assim.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Queen: uma interpretação da letra de Bohemian RhapsodyQueen
Uma interpretação da letra de "Bohemian Rhapsody"

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?Rock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin