Judas Priest: Halford e Hill respondem perguntas dos fãs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: loudwire.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 17/10/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O pessoal do Loudwire recebeu a presença do frontman do JUDAS PRIEST Rob Halford e o baixista Ian Hill, para uma entrevista realizada em Nova York. Durante o bate-papo de 30 minutos, os músicos responderam perguntas enviadas pelos seguidores do Loudwire no Facebook. Halford e Hill responderam às perguntas dos fãs com muitos detalhes e profundidade.

5000 acessosBill Ward: os dez discos de metal favoritos do baterista5000 acessosO Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Joe de Connecticut pergunta: No trabalho inicial da banda, se percebe uma grande influência de BLACK SABBATH. Com o desenvolvimento do som de vocês ao longo dos anos 70, vocês sentiram que também estavam servindo de inspiração ao Black Sabbath, quando eles começaram a tocar mais rápido - especialmente na época de Dio?

Halford: Eu não penso assim. O fato de que nós tenhamos vindo do mesmo lugar provavelmente fazem com que algumas pessoas vejam isso como um crossover ou influência. Pelo fato das duas bandas tocarem metal, existe uma certa conexão. Ambas tem riffs, não é? Mas em alguns outros elementos, somos totalmente distintos. Eu acho que o Sabbath tem um som e um estilo único ao que o Priest faz. Se você colocar um álbum de Black Sabbath, você dirá: "Isso é Black Sabbath", mas se você colocar um album do Priest: "Opa, isso definitivamente é Judas Priest", então há uma diferença, a única semelhança é que ambas vivem no mesmo mundo do heavy metal.

Hill: Naquela época, tudo era muito experimental, de qualquer forma, por volta dos anos 60 e início dos anos 70, o metal nem sequer existia, era chamado de outras coisas como rock progressivo, blues progressivo ou rock pesado. Tudo estava em um núcleo e tudo era muito igual, mas depois as pessoas começaram a mostrar suas identidades, tomando uma nova direção. Todo mundo encontra sua própria saída, basta ser talentoso e bom o suficiente.

Halford: Você tem que ser original. Ninguém quer uma imitação.

Eddie de Alabama pergunta: Qual álbum que vocês mais gostaram de fazer?

Halford: Gostamos de todos, mas na minha perspectiva quando você faz o seu primeiro registro é mais divertido, porque você não está sob pressão ou stress. Você não precisa tentar ser melhor do que ninguém, basta fazer o seu melhor dentro do estúdio. Quando você se torna bem sucedido a pressão começa a aparecer, mas quando você está fazendo seu primeiro disco, rola aquele sentimento de calma, sem preocupações com o que você está fazendo.

Hill: É verdade porque em seu primeiro álbum, geralmente o seu repertório inteiro vai ser só deste disco (risos). Você está gravando as músicas que te farão entrar no negócio. As pessoas dizem que o segundo álbum é o mais importante porque você tem menos tempo para compor, porque você vai estar ocupado fazendo a tour do primeiro álbum.

Robert T. pergunta: Rob, sempre é mencionado que você é um dos vocalistas mais talentosos na música. Quais outros vocalistas você considera ter um grande talentoso?

Halford: Obviamente pessoas que conheço, amigos como Robert Plant, David Coverdale e Roger Daltrey. Pessoas que eu admirou um bom tempo como David Bowie e Freddie Mercury. Mais recentemente, Corey Taylor do SLIPKNOT, ele tem uma grande voz quando não está fazendo essas coisas (Halford imita um vocal gutural). A vocalista do STAIND, Aaron Lewis, Phil Anselmo, ele cantando "Cowboys from Hell" - grande voz. Agora quando há mudanças nos vocais? Como fazem os caras do LINKIN PARK.

É engraçado porque você ouve um monte de vocalistas bons, mas agora, você vê que tem dois vocalistas, ou um só fazendo as duas coisas. Eles cantam com uma voz doce e melódica, e do nada, eles vão para o que chamamos de "voz de cachorro" - e isso não é legal. Eles cantam suavemente e depois começam a gritar (Halford imitando vocal gutural novamente). É um estilo muito incomum de música, mas agora muitas dessas bandas estão fazendo isso porque esta na moda. Eu gosto de ouvir um vocalista cantar. Eu gosto de ouvir o que eles estão cantando sobre a melodia e as notas, porque é quando você demonstra o seu estilo e caráter.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de outubro de 2011

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

1411 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's434 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta1355 acessosPhil Campbell: solo terá Dee Snider e Matt Sorum, além de Halford1009 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

HalfordHalford
O que há escondido sob a roupa de couro?

Heavy MetalHeavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

MetalMetal
Blog elege o melhor de 2014 em cinco belas canções

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

Os 11 mais (ou menos)Os 11 mais (ou menos)
O Suprassumo do Superestimado

SpikeSpike
Os sete piores solos de guitarra

Heavy MetalHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

5000 acessosBruce Dickinson: punks não sabem tocar e tem inveja do metal5000 acessosGuitarras e Baixos: Perguntas e Respostas5000 acessosMaquiagem, spikes e sorrisos: conheça o Happy Black Metal4833 acessosAlice Cooper: possuído pelo espírito de uma bruxa morta em 16925000 acessosOrange.co.uk: site lista os rockstars mais controversos5000 acessosIgreja Universal: "curando" fã do Dimmu Borgir?

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online