Metallica: CJ Ramone diz porque se recusou a tocar na banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Cabral, Fonte: virgula
Enviar Correções  


O ex-baixista dos Ramones C.J. Ramone revelou em 2011, em entrevista ao site Greatsouthernbrainfart.com, que recusou o convite para tocar no Metallica por duas vezes.

A razão seria a descoberta de que seu filho era portador de autismo, o que impediria sua permanência em turnês com a banda. "Eu fui convidado a entrar no Metallica não uma vez, mas duas. Quando Jason saiu, eles me chamaram. Passou um tempo e eles não estavam conseguindo achar alguém, então eles me convidaram de novo. Foi quando meu filho foi diagnosticado com autismo e eu não podia deixá-lo", comentou o baixista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Johnny (Ramone) foi na verdade quem me arranjou a audição, porque ele era muito amigo do Kirk Hammett. Eu falei com o médico do meu filho, expliquei a oportunidade e disse que eu podia levar minha família nas turnês e até mesmo contratar uma enfermeira. O doutor me disse que meu filho precisava acordar no mesmo lugar todos os dias. Eu fiquei honrado por eles terem me chamado, mas não havia como eu fazer aquilo", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia mais detalhes no link abaixo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cinema: As 10 melhores aparições de bandas em filmesCinema
As 10 melhores aparições de bandas em filmes

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Marcos Cabral

Marcos Cabral, mineiro, vinte e poucos anos, estudante de música, e como muitos por aí conheceu o universo do rock ainda jovem por meio de bandas como Iron Maiden, Metallica, Ramones, Clash entre outras. Fã dos artistas Johnny Cash e Joey Ramone. Acredita na teoria de que a música é o melhor meio de expressar e passar informações, por ser uma linguagem universal. contato: [email protected] .

Mais matérias de Marcos Cabral no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336