Exhumed & Aborted: falando sobre shows no Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Ver Acessos


Finalmente o Brasil irá receber a visita das bandas Exhumed e Aborted, duas representantes legitimas do underground extremo, e que há muito tempo eram aguardadas por aqui.

Fascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medoLemmy: "Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"

O Exhumed foi formado em 1990, nos EUA, mesclando Grindcore e Death Metal, no caso deles, o estilo moldado, pode ser chamado de Gore Metal, graças à suas letras repletas de insanidadee podridão. Com um novo álbum, lançado em 2011 (All Guts, No Glory, o quinto full length de sua discografia), a banda liderada por Matt Harvey (fundador, guitarrista e vocalista), promete shows destruidores.

Já o belga Aborted, foi fundado em 1995, e acaba de lançar seu sétimo álbum, Global Flatline. Com uma pegada um pouco mais voltada para o Death Metal clássico, a banda também é adepta da temática Gore. Liderado por Sven "Svencho" De Caluwé (vocais), o Aborted, assim como o Exhumed, prepara uma aula de destruição para os brasileiros.

As duas tocam nos dias 16/02 (Porto Alegre/RS), 17/02 (Belo Horizonte/MG), 18/02 (São Paulo/SP), 19/02 (Curitiba/PR), 20/02 (Catanduva/SP) - em São Paulo (Hangar 110) as duas terão as participações especiais das bandas Uneartlhy, Anarkhon e Desecrated Sphere.

Em uma conversa descontraída, os líderes das duas bandas, Matt Harvey e Sven De Caluwé, contam detalhes dessas apresentações (confira o serviço completo do show de São Paulo no final da entrevista!)

Quais são suas expectativas para os shows no Brasil?

(Matt Harvey - Exhumed): Esperamos muito para tocar no Brasil e poder encontrar os maníacos aí do seu país, então estamos muito empolgados com isso. Queremos dar uma grande dose letal de Gore para vocês! Eu também estou na esperança de encontrar alguns LPs raros de bandas brasileiras como Chakal e Sextrash enquanto estivermos aí!

(Sven De Caluwé - Aborted): Nossas expectativas são as melhores! Acredito que vai ser um passeio épico de sangue e Metal aí no Brasil! Nós não tivemos a chance de sair em turnê com Exhumed desde 2003 ou algo assim, por isso estamos feliz por ir para lá pela primeira vez com amigos de longa data e botar para quebrar ao som de muito metal extremo! Espero que o público seja insano!

Por que demorou tanto tempo para vocês finalmente virem ao Brasil?

(Matt Harvey - Exhumed ): Eu não sei exatamente, pois sempre tentamos tocar por aí, mas sempre dava alguma coisa errada. E depois de chegar aí, espero que não demore tanto tempo para voltarmos.

(Sven De Caluwé - Aborted): Boa pergunta, mas eu não tenho idéia! (risos) Eu acho que é pelo fato de nunca termos recebido uma oferta séria, e agora que recebemos uma proposta do pessoal da Tumba, aí vamos nós! Prepare os bisturis e escondam os idosos, porque nós estamos chegando aí! (risos)

Qual é a comparação que vocês fariam entre seus novos álbuns, (All Guts, No Glory/Exhumed e Global Flat/Aborted) com o resto dos álbuns que já lançaram?

(Matt Harvey - Exhumed): Realmente acho que o All Guts, No Glory (2011) é o melhor disco que já fizemos. Para mim, é o primeiro que eu estou realmente feliz! (risos). Eu acho que este tipo de som mais agressivo combina com a simplicidade de Slaughtercult (2000), com a precisão e melodia de Anatomy Is Destiny (2003), mas com a pegada de Gore Metal (1998). Acho que nesse novo trabalho, nós realmente nos mantivemos fiéis a nós mesmos, com todas as características da banda, mas sem ficarmos presos, tentando viver do passado ou qualquer coisa do tipo.

(Sven De Caluwé - Aborted): Global Flat parece um trator esmagando o crânio de milhões, morrendo em valas comuns, os hímens de umas mil virgens sendo rompido de forma abrupta, o som da morte de milhares de pessoas odiando a vida depois que viram o filme Skyline e querendo seu dinheiro de volta! (risos) É a trilha sonora do fim do mundo como nós o conhecemos (risos). Em uma nota séria, acredito que seja nosso registro mais maduro e diversificado que já fizemos! No mesmo disco há as maiores"bpm"e as menores! É o nosso preferido!

E como os fãs têm reagido a esses novos CDs?

(Matt Harvey - Exhumed): Tem sido muito positivo! Tanto com os fãs, quanto com a imprensa, o que tem sido gratificante. Eu acho que se as pessoas descobrem nossos álbuns, eles também vão descobrir esse novo trabalho, o que é muito bom! É bom ter mais um álbum onde você pode realmente ouvir os riffs e todas essas características da nossa discografia! As novas músicas parecem ir mais além num modo geral, e isso é realmente o melhor indicador de como as pessoas gostam do álbum.

(Sven De Caluwé - Aborted): Bom, como nosso caso, como o Global Flatline vai ser lançado ainda, os fãs ainda não tiveram muito acesso. Os que escutaram algumas músicas adoraram! A imprensa até agora tem sido mais do que positiva com esse disco, e mal podemos esperar para lançá-lo, para realmente saber o que as pessoas vão sentir com esse novo trabalho!

Como será os set lists dos shows no Brasil? Um "best of" da carreira do Exhumed e do Aborted, ou terão muitas músicas dos novos CDs? Alguma surpresa?

(Matt Harvey - Exhumed): Obviamente temos muito terreno a cobrir com a nossa discografia, por isso estamos tentando jogar um pouco de tudo. Eu só estou esperando que tenhamos tempo suficiente de ensaios para trabalhar num cover do Sarcófago! (risos)

(Sven De Caluwé - Aborted): Só Possi dizer que uma maneira de descobrir qual será o set do Aborted, é: indo aos shows! Claro que haverá um bom apanhado de nossa carreira, além de material novo, velho... Mas quase todos os álbuns têm lugar no setlist.

Vocês podem antecipar como serão esses shows? Pretendem fazer alguma Jam?

(Matt Harvey - Exhumed): Bem, nós não somos rockstars ou qualquer coisa do tipo, nós somos apenas uma banda da classe trabalhadora do underground, mas espero que as pessoas apareçam, e curtam o show, pois será apenas nós e os fãs nas rodas, sem frescuras e tudo mais. Quando o público se diverte, nós também nos divertimos e isso é o que interessa! Espero apenas que seja louco!

(Sven De Caluwé - Aborted): Vai ser demente, maníaco... Insano!

O que vocês sabem da cena Heavy Metal do Brasil? Vocês gostam de alguma banda?

(Matt Harvey - Exhumed): Eu sempre fui um grande fã do metal que vem aí do Brasil /América do Sul. Eu amo as coisas óbvias, como Sepultura e Sarcófago, desde sempre, mas também adoro Mutilator, Sextrash, Chakal, Holocausto, Psychic Possessor, Ratos de Porão, e não posso esquecer do poderoso Vulcano! Espero ser capaz de pegar alguns bons registros raros e camisas enquanto estamos lá em baixo. Se alguém ler esta entrevista e tiver uma camiseta do Immortal Force do Mutilator e quiser me vender, é só me falar no show! (Risos)

(Sven De Caluwé - Aborted): Bem, obviamente, como para qualquer um que você perguntar, conhecemos Sepultura e Krisiun (risos). Outro que conheço e gosto é o Rebaelliun que foi muito legal, mas não tenho ouvido falar deles no momento. Continuamos a ouvir coisas boas, indicadas por amigos e fãs, por isso estamos muito ansiosos para ir até aí e descobrir algumas novas bandas brasileiras!

Para finalizar, deixem uma mensagem para os fãs brasileiros.

(Matt Harvey - Exhumed): Nos desculpe por termos demorado tanto para irmos até aí, mas posso prometer a vocês um show fudido, regado à muito Gore Metal, pra foder e acabar com todas as modinhas! Venha participar dessa festa com a gente, será algo realmente insano! Saúde a todos e nos vemos em breve!

(Sven De Caluwé - Aborted): Obrigado a todos por seu apoio e esperamos encontrar todos vocês! Vai ser uma destruição total no palco, no pit. E não deixem de aparecer no nosso merchan, para bater um papo e tomar algumas cervejas! Lembre-se a "Terminação Global" está em vocês! (um trocadilho com o tema de Global Flatline)

***Entrevista por Luciano Piantonni (LP Metal Press)

Serviço (São Paulo):

Show: Exhumed & Aborted
Abertura: Uneartlhy, Anarkhon e Desecrated Sphere
Dia: 18/02/2012 (sábado)
Local: Hangar 110
End: Rua Rodolfo Miranda, 110 - Bom Retiro - São Paulo/SP (tels: 11 9389-3365 / 11 3229-7442) Próximo a estação Armênia do Metrô.
Horário: A partir das 19h (abertura das casa às 18h!)
Ingressos: R$ 50 (estudante), R$ 70 (promocional), R$ 100 (inteiro)
Pontos de Venda: Galeria do Rock (lojas Hellion e Paranoid)

Informações:
http://www.myspace.com/tumbaprod



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Exhumed"Todas as matérias sobre "Aborted"


Death Metal: cinco bateristas do gênero que são insanosDeath Metal
Cinco bateristas do gênero que são insanos


Fascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medoFascínio pelo terror
Cinco bandas que dão medo

Lemmy: Radiohead e Coldplay são bandas sub-emoLemmy
"Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"

Metal contra o câncer: festival aceita cabelo como ingressoMetal contra o câncer
Festival aceita "cabelo" como ingresso

Slash: chapação, a louca e atraente Fergie e Axl RoseSlash
Chapação, a louca e atraente Fergie e Axl Rose

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1982

Rio de Janeiro: letras de rock citam a cidade maravilhosaRio de Janeiro
Letras de rock citam a cidade maravilhosa

Beatles: os filhos (quase clones) dos Fab FourBeatles
Os filhos (quase clones) dos Fab Four


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.