Tom Cruise: o batismo de fogo com o Def Leppard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande e Samuel Coutinho, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 19/05/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Divulgando seu vindouro filme ‘Rock of Ages’, onde interpreta um roqueiro dos anos oitenta, TOM CRUISE é o entrevistado do mês para a edição estadunidense da revista PLAYBOY. Na conversa, o ator comentou sobre o desafio de cantar hard rock e um encontro com o Def Leppard, que ele coveriza na trilha sonora do filme.

279 acessosEpisódio Wikimetal: Esquenta para o SP Trip5000 acessosScott Weiland: vocalista é encontrado morto em ônibus de turnê

Traduzido por Nacho Belgrande

PLAYBOY: Você teve ajuda do professor de Axl Rose. Como você desenvolve uma voz pro rock de arena?

CRUISE: Ele era um cantor de ópera que me ensinou como controlar minha voz. É como aprender um novo esporte ou uma aptidão para um personagem. Eu tive que descobrir como mover ar pelas cordas vocais e aonde acomodá-lo em minha cabeça, e meu peito. É algo que você tem que fazer todo dia para fortalecer sua voz.

PLAYBOY: A primeira música que você cantou em frente de uma plateia foi ‘Pour Some Sugar On Me’ com o Def Leppard ali, assistindo a você? Pressão?

CRUISE: Sim. [risos]

PLAYBOY: O diretor Adam Shankman disse que eles queriam te zoar, mas você quebrou as pernas deles ao mandar muito bem na música.

CRUISE: Eu estava em Miami, gravando músicas diferentes, e Adam me ligou e disse, ‘o Def Leppard vai vir pro set’. Eu disse, ‘Cara, isso é muito legal’. Daí eu pensei. ‘Espera aí, eu estou ensaiando a música deles amanhã. ’ E ele disse, ‘Sim!’ [risos] Então começamos já a mil, e foi a primeira cena que gravei no filme. É uma excelente música, e eu cresci ouvindo eles. Eles foram até a sala privé do Bourbon Room, e eu olhei pra minha banda e disse, ‘Manda’. A equipe inteira estava olhando pra eles me olhando.

PLAYBOY: E então, o que eles disseram?

CRUISE: Bem, o vocalista deles, o JOE ELLIOTT, apontou pra mim e disse, ‘Vai se fuder! Vai se fuder!’ Daí eu vi largos sorrisos na cara deles, e me dei conta de que eu tinha sido aprovado. Foi um momento muito legal. Foi importante que eles soubessem que eu estava honrando a música deles e não tirando com a cara deles. [...]

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

279 acessosEpisódio Wikimetal: Esquenta para o SP Trip187 acessosEm 08/09/1987: Def Leppard lança o single "Pour Some Sugar On Me"1370 acessosEm Busca do Rock: Rock in rio 2017, o que esperar do festival?1003 acessosDef Leppard: "Hysteria" será tocado na íntegra em turnê328 acessosLoja de Discos do Cassio: Def Leppard no Rock in Rio463 acessosDef Leppard: unboxing da edição comemorativa de "Hysteria"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Def Leppard"

Em 31/12/1984Em 31/12/1984
Rick Allen, do Def Leppard, perde o braço em acidente

Def LeppardDef Leppard
"O Rio de Janeiro não gosta de nós", diz Phil Collen

ÁlbunsÁlbuns
Os vinte piores discos de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Def Leppard"

Scott WeilandScott Weiland
Vocalista é encontrado morto em ônibus de turnê

Veraneio VascaínaVeraneio Vascaína
Uma ácida crítica à polícia na letra do Capital Inicial

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
James Hetfield e o Leão Valente

5000 acessosAs histórias por trás de 11 capas clássicas5000 acessosMais Alto!: A diferença entre headbangers e humanos comuns5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo5000 acessosOzzy Osbourne: o veredito do madman sobre plágio do Led Zeppelin5000 acessosFormações originais: e se tivessem sido mantidas por grandes bandas?5000 acessosAC/DC: Phil Rudd quebra silêncio sobre prisão e saída do grupo

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online