Lamb Of God: Campbell "inventou" o baixo de três cordas?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  


Aniruddh "Andrew" Bansal do Metal Assault entrevistou o baixista John Campbell do LAMB OF GOD. Seguem alguns trechos da conversa.

Metal Assault: Li que vocês começaram a compor para esse álbum antes mesmo do ciclo de turnê do álbum anterior, "Wrath", ter terminado, no início de 2010, ou algo assim. Então, você diria que é um dos processos de composição mais longos para vocês, em comparação com qualquer outro álbum?

John: Bem, para o grupo foi, mas quando o processo de composição começou na estrada, era o Mark Morton [guitarra] sozinho num quarto de hotel, trabalhando em seu laptop e fazendo demos de idéias de músicas. Isso continuou quando voltamos para casa e o Willie [Adler, guitarra] fez a mesma coisa na casa dele, e então quando estivemos juntos, tínhamos esses demos para trabalhar a partir delas. Então eu acho que as músicas tiveram mais tempo para serem mais desenvolvidas, e acabamos fazendo um disco incrível delas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Assault: Mas, eu achei que o "Wrath" tinha uma guitarra mais limpa, e eu realmente curti isso. você acha que o "Resolution" falta nesse aspecto, em comparação?

John: Bem, a faixa "Barbarosa" tem umas guitarras limpas nela. A abertura da Ghost Walking" tem guitarra acústica e então a faixa chamada "King Me" tem umas guitarras limpas também. Usamos isso de vez em quando. Nós não temos um tipo de medidor para dizer se é o bastante ou não, mas quando fazemos um disco, nós fazemos o que parece ser apropriado em termos de mixagem das guitarras limpas e pesadas. Primariamente somos uma banda de heavy metal e tocamos alto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Assault: Você mencionou o Mark Morton. Ele recentemente começou a dar aulas no Bandhappy, que é uma comunidade com a qual vários músicos estão se envolvendo hoje em dia. Você pensou em entrar nela também?

John: Absolutamente, eu considerei fazer isso. Eu não sou um músico treinado, então eu não sei bem ao certo no que ia dar, mas eu certamente posso dar umas dicas sobre como tocar no geral, e definitivamente é algo que farei no futuro, mas quando estou em casa, eu tenho muita coisa para resolver. Eu tenho duas crianças e duas motocicletas. Então eu fico bem ocupado. Mas eu planejo fazer algo desse tipo eventualmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal Assault: Tem outra coisa que li sobre você, mas não sei se é uma fonte confiável, porque é a Wikipedia, que às vezes tem um monte de bobagem. Mas de acordo com ela, você inventou um baixo de três cordas para você. Isso é verdade?

John: "Inventar" provavelmente é uma palavra forte para definer a coisa. (risos) O que aconteceu foi que eu tinha um Guild Pilot, meu primeiro baixo, e a tarracha da corda mais grossa quebrou. Eu não tinha grana para comprar uma nova, então eu peguei a que segurava a corda mais fina, mudei para o lugar da mais baixa e de repente eu tinha um baixo de três cordas. De alguma maneira eu ganhei notoriedade por isso. Isso aconteceu na verdade porque eu tava quebrado e precisava de uma corda grave.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia a entrevista na íntegra no Metal Assault.

http://metalassault.com/Interviews/2012/05/10/lamb-of-god-ba...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Max Cavalera: Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!Max Cavalera
"Não dou a mínima para o que pensa o pessoal do Korn ou qualquer outro!"

Avril Lavigne: Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greetAvril Lavigne
Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greet


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336 Cli336