Belphegor: frontman quase morre por doença do Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Almeida, Fonte: Metalsucks, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 22/06/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O vocalista e guitarrista do Bephegor, Helmuth Lehner, falou ao site Metalsucks sobre os graves problemas de saúde que enfrentou nos últimos meses. Acompanhe alguns trechos:

221 acessosBelphegor: Assista lyric video da nova faixa "Baphomet"5000 acessosHeaven & Hell: mistérios e autocensura na capa de álbum

Como você está se sentindo?

Muito melhor do que há alguns meses. Estou me recuperando, lentamente. Estou melhorando a cada mês.

Eu sei que você teve que cancelar algumas datas da turnê devido a uma infecção pulmonar, mas qual foi a extensão da sua doença? O que você teve?

Eu tive que cancelar todos os shows e turnês nos últimos nove meses. Não foi uma situação lá muito boa. Sério, nunca esperava algo assim. Quem espera? É como tomar um soco na cara.

Eu peguei uma infecção de tifo no Brasil. Acho que foi por ter bebido água de uma pia. O que você pode fazer quando acorda pela manhã depois de beber muito e está com uma ressaca violenta? Sim, eu sei, não foi algo muito inteligente afinal de contas. Eu não havia tomado vacina contra tifo. O vírus matou meus pulmões. À medida tocávamos pelo Brasil eu não sabia o que estava acontecendo. Eu achava que com o passar dos dias ficaria melhor. Pelo contrário, piorou. Era difícil respirar. Os últimos shows foram difíceis, cheios de vômito, dor e febre. Mas tocamos os últimos dois shows com o Morbid Angel. Hei, você não pode chegar e dizer "estamos cancelando."

Depois de oito shows no Brasil, voamos para a Venezuela. Eu já não conseguia sequer levantar a case da minha guitarra, de modo que foi a primeira vez que fui para o hospital. Eu não pude fazer o show, mas ainda havia shows marcados na Colômbia. Eu ainda pensei, vou melhorar... Eu estava totalmente acabado, não pude fazer os últimos três shows na Colômbia, desculpe a todos os envolvidos. Eu sou um lutador, eu nunca cancelo shows desde que eu possa ficar em pé, mas tudo estava acabado. Foram quatro dias de dor e febre, deitado na cama, em Bogotá, seguidos por dois malditos vôos internacionais de volta para a Áustria. Quando chegamos eu estava totalmente acabado, não conseguia nem carregar a minha própria bagagem de mão.

Eles me colocaram na UTI por dez dias, para me preparar para uma operação. Havia uma grande quantidade de água no meu fígado, coração e pernas - em todos os lugares. Eu parecia um lutador de sumô. Além dos meus pulmões, também houve danos no coração. Então, tive que fazer uma cirurgia na qual abriram meu peito e meu coração. Isso daria um livro, cara.

Você sempre teve uma agenda de shows incrivelmente ambiciosa. Isso teve alguma coisa a ver com você ter ficado doente? Você vai mudar isso no futuro?

Eu mentiria se dissesse que é bom para o corpo fazer mais de 120 shows por ano, gravar álbuns e lidar com coisas relacionadas aos negócios da banda. Isso para não mencionar a bebida e as drogas na estrada. O Belphegor é conhecido pelo excesso. Sim, eu tenho que mudar essa agenda de shows intensa e meu abuso delirante ao beber.

Como você se recuperou? Você chegou a ficar perto da morte?

Cara, eu lutei cinco semanas para ter minha vida de volta. Cinco semanas no hospital - três vezes na UTI, em seguida, seis semanas de reabilitação - passo a passo, eu tentei ter minha vida de volta. Eu tenho tive muita vontade e disciplina, caso contrário não estaria mais aqui.

Nergal, do Bethemoth, disse após a luta contra o câncer que está feliz por estar vivo. Você sente o mesmo?

Eu acho que nós dois tivemos muita sorte. Cinqüenta anos atrás, nós seriamos comida de verme, ou cinzas e enxofre no inferno. Eu também tenho que agradecer ao meu país de origem, a Áustria e a todos os médicos e enfermeiras que me ajudaram a sobreviver.

Várias coisas mudaram na minha vida. Talvez eu esteja um pouco mais sábio. A coisa mais importante além de liberdade foi sempre decidir o que eu quero fazer, seguir o caminho que escolhi, em termos de sonho e visão. Agora é importante ter um grande objetivo na vida, novos desafios para levar a banda adiante, meu jeito de tocar guitarra e da intensidade dos shows a um nível ainda mais elevado. Então, sim cara, é ótimo estar de volta e ser capaz de criar novas músicas.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 22 de junho de 2012
Post de 22 de junho de 2014

221 acessosBelphegor: Assista lyric video da nova faixa "Baphomet"525 acessosBelphegor: confira a capa do novo álbum, "Totenritual"187 acessosBelphegor: vídeos da gravação do novo álbum, "Totenritual"462 acessosBelphegor: detalhes sobre novo álbum são revelados0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Belphegor"

BelphegorBelphegor
"Dane-se a Igreja, precisamos de mais Metal!"

BelphegorBelphegor
"Não se perde nada quando uma igreja queima"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Belphegor"

Heaven & HellHeaven & Hell
Mistérios e autocensura na capa de álbum

Quentin TarantinoQuentin Tarantino
O Top 5 do rock n' roll na carreira do diretor

Deep PurpleDeep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

5000 acessosOrtografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?5000 acessosPiadas sobre músicos5000 acessosMetallica: Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed5000 acessosAndy Warhol: da Colagem à Formatação do Kaos3669 acessosBaixistas: vídeo mostra os 10 maiores da história do Rock e Metal5000 acessosKiss: O segredo da maquiagem da banda

Sobre Carlos Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Carlos Almeida no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online