Slipknot e Stone Sour: Corey fala sobre novas músicas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/07/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


Lauren Wise do Phoenix New Times entrevistou recentemente o frontman do SLIPKNOT e STONE SOUR, Corey Taylor. Seguem alguns trechos da conversa.
611 acessosSlipknot: novo vídeo do doc que chega aos cinemas em Setembro5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985

Phoenix New Times: O SLIPKNOT está fazendo um bocado de shows esse ano. Isso é uma confirmação de que vocês estarão em breve trabalhando em músicas novas?

Corey: Não em breve, mas sim, sim. É apenas parte do processo, trilhar nosso caminho em direção ao futuro, basicamente. A banda levou um grande baque com a perda do Paul [Gray, baixo] e estamos apenas fazendo o possível para seguir adiante em memória dele. E parte disso é voltarmos a ser uma banda. Quando mais turnês fizermos, mais vamos compreender tudo. Estamos indo devagar e tentando fazer da maneira certa. Sem afobação, tentar chegar num ponto em que estejamos prontos para fazer música sem o Paul. O que vai ser bem difícil, mas precisamos passar por isso e, uhm, sermos como uma família novamente para que a coisa seja correta.

Phoenix New Times: Vamos falar sobre o STONE SOUR. A seqüência ao "Audio Secrecy", de 2010 está para sair depois de setembro, certo?

Corey: Sim, vai sair mais para o fim desse ano. Ainda não sei ao certo quando. Na verdade estamos trabalhando em um álbum conceito duplo que é monstruoso. Acredite-me. Só pelas demos que estamos fazendo até agora, a música é realmente, realmente boa. É provavelmente a melhor que já compusemos. Estamos muito animados. Quando começamos a trabalhar no estúdio, preparando tudo… estamos tentando resolver agora se vamos lançar os discos juntos ou separados, um de cada vez. Mas eu compus uma história bem legal para acompanhar, e vamos ter um bocado de artes e multimídias junto, se possível. Vai ser algo de proporções épicas.

Phoenix New Times: Qual o conceito por trás do álbum?

Corey: É de fato uma peça de moralidade. É sobre uma pessoa que está tentando se encontrar. Sabe, todos na vida se encontram inevitavelmente em uma encruzilhada quando se trata de evolução pessoal e coisas assim. Tentando descobrir o que quer fazer pelo resto da vida. Sabe, você pode ficar onde está e reviver o passado e andar para trás e basicamente pagar pra ver o romantismo da juventude e todas essas coisas que vêm com isso, estagnando seu crescimento. Ou você pode continuar seguindo o caminho e eventualmente deparar-se com a próxima fase da sua vida. É basicamente a história de um homem tentando descobrir isso, e há muitas coisas que se passam na cabeça de um cara quando ele está tentando descobrir qual a coisa certa a fazer.

Leia a entrevista na íntegra no Phoenix New Times.

http://blogs.phoenixnewtimes.com/uponsun/2012/07/slipknots_c...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de julho de 2012

Chester BenningtonChester Bennington
Corey Taylor se emociona ao dedicar música a amigo

611 acessosSlipknot: novo vídeo do doc que chega aos cinemas em Setembro325 acessosCorey Taylor: versões acústicas na rádio WAAF de Boston3073 acessosSlipknot: Corey Taylor faz homenagem a Chester Bennington538 acessosSlipknot: Jon Sudano "melhora" a música com letra do Shrek0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slipknot"

NickelbackNickelback
Governo dos EUA acha a banda tão perigosa quanto o Slipknot?

Slipknot:Slipknot:
Banda pode trocar, um dia, todos os membros

Nu MetalNu Metal
Dez discos essenciais do gênero

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slipknot"0 acessosTodas as matérias sobre "Stone Sour"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1985

RockstarsRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele5000 acessosAngra: versões bizarras de músicas da banda5000 acessosLegião Urbana: Bonfá toca bateria com telefone e passa vergonha na TV5000 acessosNa hora do sim: casal sobe ao altar tocando guitarra4590 acessosIron Maiden: "Run To The Hills" como você nunca ouviu antes

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online