AC/DC: Brian revela segredo obscuro de Angus Young

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Alves, Fonte: AC/DC Brasil.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Desde 1980 - ano em que Brian entrou para a banda -, a dupla de foras da lei, Angus e Brian, assumiram a árdua tarefa de dar a maioria das entrevistas que são pedidas ao AC/DC. E através delas não só conseguiram criar um vínculo indireto com os fãs como também conquistaram seus corações e respeito durante as poderosas apresentações da banda.

Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular "Simple Man"O futuro do Rock nacional: bandas autorais devem "se tocar"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E nesses 32 anos juntos, vários álbuns, turnês e eventos aconteceram, e dessas passagens surgiram grandes histórias. Brian Johnson conta uma delas em seu livro, confira.

"Meu colega de trabalho Angus fuma maços de cigarros e toma chá, muitos e muitos de ambos. Ele sempre está fumando e bebendo numa conversa. Ele pode pegar uma guitarra e tocá-la, e assim transformar em instantes o momento num show monstruoso.

Angus é um guitarrista carismático e notável, mas guarda um segredo obscuro. E eu, Brian Johnson, estou prestes a cometer a maior das traições. Mas espere, não sou Judas! Sou um bom rapaz. Então, por que tenho que fazer isso?

Tenho que fazer
Pois meu corpo está numa sinfonia de caos
Minha alma diz: "conte o segredo"
Meu coração está uivando
Meu saco dizendo: "que se dane"

Meu interior está dividido entre contar a verdade ou deixá-la passar. Mas sou um cabeça dura, fanático mecanicamente desajustado. Poderia vender essa história para a revista Hello!, OK! ou qualquer outra revista de merda inútil e deixar algum paparazzo milionário - mas não vou fazer isso. Então eu mesmo contarei a vocês.

ANGUS NAO TEM CARTEIRA DE MOTORISTA. Quero dizer, isso é como ser um ateu ou algo assim, não é?

Eu já desabafei, agora meu peito ficou mais aliviado.

Bem, lamento tanto por Angus quanto pelos carros."

Esse texto foi retirado e traduzido do livro Rockers and Rollers: A Full-Throtlle Memoir (Pág. 82,83) com o mero intuito de promovê-lo, sem fins lucrativos ou ônus sobre o material da respectiva Editora e Autor.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "AC/DC"Todas as matérias sobre "Angus Young"


AC/DC e 2Cellos: como Thunderstruck soaria alguns séculos atrásAC/DC e 2Cellos
Como "Thunderstruck" soaria alguns séculos atrás

Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do MetalGuitar World
10 Álbuns clássicos essenciais do Metal


Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular Simple ManLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

O futuro do Rock nacional: bandas autorais devem se tocarO futuro do Rock nacional
Bandas autorais devem "se tocar"


Sobre Anderson Alves

Anderson Alves, nascido em 1990, é fã incondicional e apaixonado por rock and roll. O seu primeiro contato com o rock and roll foi quando conheceu o som de AC/DC, Ozzy Osbourne e Creeedence por volta do ano 2000 nos discos de vinis que encontrara em sua casa. Mais tarde conheceu a raíz do estilo, indo de Big Joe Turner, Hank Williams até Creedence e Elvis Presley. É também administrador, redator e editor de vídeos do fã site AC/DC Brasil.net, onde dedica uma parcela de seu tempo em tributo ao AC/DC e colaborador constante do site wiki brasileiro do rock e metal, Whiplash.net.

Mais matérias de Anderson Alves no Whiplash.Net.

adGoo336