Nightwish: Tuomas diz que nunca foi um "Rock Star"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mateus Silva, Fonte: Denver Westword, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 10/11/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


1215 acessosMarcio Guerra: A performance de Falaschi e Tarja no RIR 20115000 acessosShaaman - Em exclusiva, Andre Matos declara: Falsete é o cacete!

Brandon Marshall, de Denver Westword, conduziu recentemente uma entrevista com o tecladista Tuomas Holopainen do Nightwish. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Denver Westword: Você se considera uma estrela do rock ou um compositor, e você sente que há um paralelo entre os dois?

Tuomas Holopainen: Eu não poderia estar mais longe de ser uma estrela do rock. Durante toda a carreira da banda, eu nunca entendi o termo "rock star". Eu sou um compositor, um contador de histórias, um letrista. Tenho orgulho de ser chamado de qualquer uma dessas coisas, mas uma estrela do rock... de jeito nenhum!

Denver Westword: Você já escreveu sua obra-prima e se não, como você imagina isso?

Tuomas Holopainen: Eu tenho ficado satisfeito com todos os álbuns que fizemos até agora e o mesmo acontece com "Imaginaerum". Eu não sei se a obra-prima ainda está para vir, ou se já foi feita. Não cabe a mim decidir. Estou muito feliz com o trabalho até agora.

Denver Westword: Qual meta pessoal que você definiu para o Nightwish que você ainda tem que completar?

Tuomas Holopainen: Acho que é extremamente importante que haja continuidade. Com cada álbum que fazemos, nos desafiar e desafiar os ouvintes com algo diferente. Você nunca quer fazer o mesmo álbum ou a mesma música duas vezes, de modo que é o nosso objetivo. Cada álbum tem sido em um nível diferente da anterior, e sempre fomos capazes de desafiar a nós mesmos. É a mesma coisa com "Imaginaerum", porque, depois de "Dark Passion Play", pensei, "Que diabos é que vamos fazer a seguir?" Porque a música era tão diversificada. Foi quando me ocorreu, "Ok, vamos ir mais longe e abrir o sonho de um filme do Nightwish." Então, coisas como estas são minhas metas.

Denver Westword: Como você se sente sobre o Nightwish sendo classificado pelo termo metal sinfônico, e qual é sua opinião sobre as bandas que tentaram "copiar" NIGHTWISH ao longo dos anos?

Tuomas Holopainen: Eu amo metal sinfônico, obviamente, e eu posso viver com essa descrição. Se você quiser chamar de metal sinfônico o Nightwish, está tudo bem. Há um monte dessas mulheres que soam fachada em bandas de metal sinfônico no mundo de hoje. Eu não acho que qualquer uma dessas bandas são imitadores do Nightwish. Todos eles têm sua própria identidade. Se uma banda diz que somos uma inspiração para eles, fico lisonjeado. Eu sou um grande fã de bandas como Within Temptation, Epica, e assim por diante. Eu escuto essas coisas o tempo todo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

TarjaTarja
Cantora fará show de graça em Piedade (SP)

1215 acessosMarcio Guerra: A performance de Falaschi e Tarja no RIR 2011720 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?1871 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?448 acessosBrother Firetribe: banda de Emppu Vuorinen completa 15 anos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

NightwishNightwish
Anette Olzon: "Às vezes é preciso ser malvada!"

Poetas do RockPoetas do Rock
Frases célebres e estúpidas ditas por grandes artistas

Floor JansenFloor Jansen
Deveria acabar este lance de "Metal com vocais femininos"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

ShaamanShaaman
Em exclusiva, Andre Matos declara: "Falsete é o cacete!"

AC/DCAC/DC
Phil Rudd topa voltar se Axl Rose cair fora

NXZeroNXZero
"Nossa cena foi o último movimento de rock relevante"

5000 acessosSeparados no nascimento: Ronnie James Dio e Roberto Carlos5000 acessosIron Maiden: curiosidades sobre o "The Number Of The Beast"5000 acessosRock in Rio: em 1985, a primeira noite do AC/DC e Scorpions5000 acessosSexta-feira 13: treze rockstars azarados5000 acessosJimi Hendrix: dono do melhor riff de todos os tempos5000 acessosGeorge Lynch: por que Ozzy Osbourne não o quis em sua banda?

Sobre Mateus Silva

Fã incondicional de Hangar e SOAD, Mateus desde que se entende por gente sempre ouviu Rock. Influenciado pelo seu irmão mais velho, guitarrista por hobby, começou ouvindo Joe Satriani. Ouve desde Nu Metal até Death Metal, e bandas como Pantera, Project46, Cavalera Conspiracy, Almah, Death, Big Four of Thrash, Dream Theater, The Beatles, Five Finger Death Punch, DevilDriver, Scars On Broadway fazem parte do seu player diário. Espera um dia tocar 10% do que Aquiles Priester toca, sua maior inspiração na bateria.

Mais matérias de Mateus Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online