Spirit: baterista Ed Cassidy morre aos 89 anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/12/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos

Ed Cassidy, baterista da clássica banda de rock SPIRIT, morreu em San Jose, Califórnia, na última quinta (6 de dezembro) de motivos não revelados. Notável por sua cabeça raspada, o que lhe garantiu o apelido de Mr. Skin, um roupão preto da cabeça aos pés e uma bateria gigantesca, Cassidy foi considerado grande influência para outros bateristas nos anos 1960. Ele tinha 89 anos no dia de sua morte.

Nascido em 4 de maio de 1923 em uma cidade rural nos arredores de Chicago, Cassidy começou sua carreira ainda bem jovem, em 1937, após sua família mudar para Bakersfield, também na Califórnia. Ele serviu na marinha durante a Segunda Guerra Mundial e teve diversos trabalhos antes de retornar para o mundo da música nos anos 1940, trabalhando em diversos tipos de bandas, além de trilhas sonoras e na San Francisco Opera.

Cassidy passou os anos 1950 trabalhando principalmente com Jazz na Califórnia, tocando com personalidades históricas, como: Art Pepper, Roland Kirk e Gerry Mulligan. Ele tocou com Taj Mahal e Ry Cooder brevemente em uma banda chamada Rising Sons, antes de formar um novo grupo, os Red Roosters, em 1965. Esta última continha Cassidy, seu enteado Randy California nas guitarras, Mark Andes no baixo e Jay Ferguson nos vocais.

Trocando o nome para SPIRIT, com a adição do tecladista John Locke, eles criaram um som que era mistura de Jazz, Hard Rock e influências psicodélicas. Assinando ainda nos anos 1960 com o empresário musical Lou Adler, o grupo lançou oficialmente seu álbum auto-intitulado em 1968 e “The Family That Plays Together” logo após, que incluía o grande sucesso: “I Got A Line On You”.

Em 1969 eles fizeram uma turnê com uma banda pouco conhecida até então: LED ZEPPELIN. Seu impacto neste novo grupo foi substancial. Cassidy normalmente tocava seu solo de bateria com as mãos nuas, o que supostamente teria influenciado John Bonham em “Moby Dick”, enquanto Jimmy Page começou a usar um theremin para alterar o tom de sua guitarra, após ver Randy California fazê-lo no palco. Muitos fãs e críticos notaram as similaridades de “Taurus”, música do SPIRIT, com a introdução de “Stairway to Heaven”, do ZEPPELIN, que surgiu vários anos depois.

Após o lançamento de seu grande álbum “Twelve Dreams of Dr. Sardonicus”, em 1970, a formação original do SPIRIT se desfez. Cassidy continuaria no grupo por várias décadas e formações, até Randy California se afogar no Havaí em 1997. Após tal fato ele continuou tocando com Merrel Frankhauser até a aposentadoria.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Spirit"

Led ZeppelinLed Zeppelin
Os depoimentos de Page e Plant no julgamento por plágio

Led ZeppelinLed Zeppelin
Page diz que a ação contra "Stairway" é ridícula

Led ZeppelinLed Zeppelin
200 milhões nos últimos 5 anos, a coleção de discos de Page

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Spirit"

Ratos x MaidenRatos x Maiden
Resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson

Futebol e rockFutebol e rock
As paixões de Harris, McCartney, Daltrey e outros

Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

5000 acessosVoz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)5000 acessosO Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?5000 acessosSteven Tyler: "nunca esquecerei a audição para o Zeppelin"5000 acessosGuns N' Roses: transtorno bipolar, a doença de Axl Rose5000 acessosLinkin Park: Bennington fala sobre alcoolismo e abuso na infância5000 acessosVirais true: vídeos sobre Rock e Heavy Metal que bombaram em 2012

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online