Def Leppard: vocalista ataca gravadora sobre direitos digitais

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

publicidade

O DEF LEPPARD entrou ano passado em uma lista de artistas que regravaram seus maiores sucessos com nova remasterização. As versões 2012 de "Pour Some Sugar On Me" e "Rock Of Ages" estão disponíveis em vários serviços digitais e no mês passado a banda separou cinco músicas acústicas, tocadas durante a "Rock Of Ages Tour" para um medley lançado no iTunes.

publicidade

O Vocalista da banda, Joe Eliott, conta à Classic Rock Magazine: "Nós estamos tentando tomar de volta nossa carreira e nossa propriedade sobre estas músicas. Eles (Universal) têm os direitos dos originais. Nós discordamos com eles sobre os direitos digitais, e enquanto eles estiverem com estas tolices, nós continuaremos gravando as músicas de novo."

publicidade

O Vocalista continua: "Até que cheguemos a qualquer tipo de conclusão humana sobre esta ridícula disputa nós vamos dizer um ‘Foda-se!’ Nós recebemos um grande acordo dois anos atrás e já estava tudo certo, mas então algum imbecil na gravadora pôs um fim nisso. É a nossa vida e nossa música e não vamos deixá-los nos explorar nisso que estão tentando fazer."

publicidade

Elliott cantou ao Classic Rock que a Universal não seria a potencia que é hoje sem as vendas multimilionárias do LEPPARD: "Nós e BON JOVI, nós construímos esta merda de companhia". Ele insiste. "Nós construímos o sushi bar da cobertura ou aonde quer que seja, e eles nos tratam como merda. Nós podemos relaxar e nadar com a correnteza, ou podemos levantar e socá-los nas bolas. E é exatamente isso que estamos fazendo."

publicidade

Elliott falou previamente ao Hollywood Reporter que a banda está em uma posição única, porque eles são umas das poucas bandas que tem um poder de veto. Ele disse: "[Universal] não pode lançar nosso catálogo antigo, nós não vamos deixá-los montar uma coletânea a não ser que esta seja nossa vontade, e eles nunca vão poder licenciá-la. Eles não podem fazer nada sem nossa permissão, porque isso está em nosso contrato."

publicidade

Quando perguntado sobre ponto crucial desta discussão, Eliott respondeu: "Nós queremos ganhar a mesma porcentagem digitalmente que ganhamos quando vendemos CDs, e eles estão tentando nos dar uma porcentagem diferente que não chega nem perto. Eles disponibilizaram nossas músicas ilegalmente por um tempo, pagando-nos o que escolheram sem nem mesmo negociar conosco. Nós mandamos nosso advogado derrubá-los."

publicidade

Ele adiciona: "Quando você faz suas próprias gravações, você fica com cerca de 85% e 15% fica para o iTunes, ou qualquer que seja o domínio digital que você use. Algo dentro destas margens seria justo, mas eles estão nos oferecendo exatamente o oposto, somos pagos somente um quarto disto em nossos CDs. Então nós pensamos que se não conseguimos fazê-los nos pagar uma taxa decente nas vendas digitais, vamos regravar as músicas e nos pagar uma quantia decente. Nós não estamos lutando contra nosso catálogo antigo. Se nós lançássemos discos, ninguém compraria as regravações ao invés dos originais. Ninguém compraria regravações. Então nós estamos criando algo mais próximo possível. Forjando o que fizemos em 1983, 1981, 1987..."

* Fernando Portelada acha que é a velha briga de indústria velha contra indústria nova

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Ozzy Osbourne: o morcego era quente e crocanteOzzy Osbourne
"o morcego era quente e crocante"


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin