Ciência: o comportamento dos moshers estudado em universidade

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Sigried Neutzling Buchweitz, Fonte: Technology Review, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos


De acordo com TechnologyReview.com, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Cornell, em Ithaca descobriu que a distribuição da velocidade de moshers em shows de heavy metal - onde os fãs correm juntos "abandonando" seus corpos, quicando uns sobre os outros com os braços e as pernas balançando e chutando - é parecido com o de moléculas num gás 2D em equilíbrio.

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

Jesse Silverberg e seus colegas disseram na Universidade de Cornell: "shows de heavy metal apresentam um ambiente extremo onde grandes multidões de humanos, muitas vezes embriagados, se expõem a música muito alta em sincronia com brilhantes luzes que piscam. Neste cenário, encontramos dois tipos de movimento coletivo: mosh pits, em que os participantes se chocam uns contra os outros aleatoriamente, de maneira semelhante a um gás ideal, e circle pits, nos quais os participantes se movimentam coletivamente em um círculo formando um vórtice de pessoas. Nós modelamos estes dois comportamentos coletivos usando flocking* e encontramos pontos comuns qualitativos e quantitativos com os comportamentos encontrados em vídeos de shows de metal. Além disso, encontramos um diagrama de fases que mostra a transição de um mosh pit para um circle pit, bem como uma terceira fase prevista, a formação de uma espécie de 'faixa de rodagem'."

*flocking: pra explicar um pouco, de maneira bem superficial, é um modelo comportamental de partículas como sendo bandos, manadas, cardumes, enxames... Em escalas que vão de indivíduos a grupos de moléculas. É muito estudado para diversas aplicações, que vão desde computação gráfica para animações e jogos até pesquisas científicas de biologia, química, física, matemática e por aí vai.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Notícias

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Led Zeppelin: Stairway To Heaven vale mais de US$500 milhões?Led Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?


Sobre Sigried Neutzling Buchweitz

Sou arquiteta e urbanista, blogueira nas horas vagas, apaixonada por novidades sonoras. Por isso edito o blog Rio de Metal, pra ajudar a divulgar eventos e bandas (autorais) independentes de rock pesado que acontecem no estado do Rio de Janeiro. De vez em quando, falo de outros assuntos ligados a esse som poderoso que é o Metal, tipo arquitetura, decoração, humor... Gosto muito quando os leitores participam com comentários!

Mais matérias de Sigried Neutzling Buchweitz no Whiplash.Net.