Megadeth: Dave Mustaine 100% satisfeito com "Super Collider"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosSeparadas no nascimento: Pitty e Amy Winehouse

Jack Mehoff da Colorado Springs 94.3 KILO, estação de rádio de Colorado, conduziu uma entrevista com o líder do MEGADETH, Dave Mustaine. Acompanhe a seguir alguns trechos da transcrição da entrevista.

Jack Mehoff: Conte-me um pouco sobre o novo álbum, porque eu estou animado com isso.

Dave Mustaine: Bem, este é o nosso segundo álbum desde que o baixista David Ellefson voltou para a banda. É o nosso segundo álbum com o produtor Johnny K. Esta é a segunda rodada com músicas trabalhadas juntamente com o baterista Shawn Drover e o guitarrista Chris Broderick, na verdade tem alguns compositores neste álbum. Eu acho que "Super Collider" é, provavelmente, um dos nossos melhores registros. Acho que não houve outro momento em minha carreira, que eu senti como se cada coisa estivesse em seu lugar, como foi em "Countdown To Extinction". Porque, você sabe, quando você faz um registro, você sabe de onde vem o barulho, eu me lembro de ouvir a versão digital de uma música do LED ZEPELLIN ao vivo - acho que foi "The Lemon Song" ou algo assim - e você podia ouvir o pedal, o pedal rangendo. Então, sempre terá algo para você perceber, e com "Countdown", foi perfeito. Tudo foi perfeito. E este é o primeiro registro que eu pude perceber isso, por isso que eu estou absolutamente 100% confiante e satisfeito com tudo no disco.

Jack Mehoff: Como foi o processo? Você começou pelas músicas demos? Todo mundo tinha uma idéia guardada? Teve algo diferente do que foi em comparação com o passado?

Dave Mustaine: Era como se fosse uma construção de uma ponte de um lado de uma baía para o outro sem nenhum apoio no meio, apenas indo sobre ela. E sobre a velocidade da construção do álbum - estávamos tão ocupados com tudo, você sabe, as gravações deste registro. Eu estava compondo, nós estávamos, e era como se você não olhasse para baixo e ver que estava bem meio do oceano, então eu acho que às vezes, eu me sinto como se estivesse naquela foto antiga daqueles metalúrgicos em Nova Iorque, sobre os arranha-céus, almoçando nas alturas e sem equipamentos de segurança, aí você se pergunta: "Cara, esses caras eram sobre-humanos naquela época".

Jack Mehoff: Agora, depois que você e eu terminarmos de falar, eu vou estrear para o mundo inteiro "Super Collider". O que você pode me dizer sobre a faixa?

Dave Mustaine: A música em si tem uma pequena progressão de acordes mais antigos, que eu estava ouvindo através de alguns riffs antigos, que encontrei um tempo atrás, criando essa música, adicionei mais algumas partes para criá-la... completando a canção, e antes que você percebesse, a canção já estava pronta. Eu fiquei realmente animado com isso. E, você sabe, às vezes, quando você está escrevendo uma canção, você coça a cabeça e chega nas partes e coisas dessa maneira. E esta era uma daquelas músicas que quando ficou pronta, eu disse, "Oh, uau, ela está pronta". Isso só aconteceu algumas vezes ou outras na minha carreira. Foi o que aconteceu com "In My Darkest Hour". Eu me sentei e escrevi tudo em uma só pincelada. E também a música "Use The Man", porque eu tinha acabado de encontrar um amigo meu que estava cuidando de uma casa de recuperação no momento que um cara tinha acabado de sair da prisão por causa da heroína e ele atirou em sí mesmo e morreu ali, que dia.

Jack Mehoff: Uau. Isso sim que foi inspiração, cara.

Dave Mustaine: Às vezes existem inspirações malucas dentro de uma música, que saíram do papel.

A transcrição completa da entrevista (em inglês) pode ser vista no link abaixo.

http://blabbermouth.net/news.aspx?mode=Article&newsitemID=18...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de abril de 2013

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

785 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa477 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3397 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

DeicideDeicide
Vocalista chama Mustaine de "prolapso retal"

HumorHumor
Quais são os rockstars mais chatos do mundo?

MegadethMegadeth
Tocar com Kiko e Adler é como um grupo de 4 rockstars

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Separadas no nascimentoSeparadas no nascimento
Pitty e Amy Winehouse

EmoEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Max CavaleraMax Cavalera
Explicando o que houve com seus dentes

5000 acessosContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal5000 acessosBlack Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosPink Floyd: Nick Mason compara saída de Waters à morte de Stalin5000 acessosDave Mustaine: detratores são cruéis, mas não burros5000 acessosCopa do Mundo: Mojo elege as 15 canções mais incríveis do Brasil

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online