Matérias Mais Lidas

Angra: Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitido antesAngra: "Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitido antes"

Drogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discosDrogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discos

Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Black Sabbath: como foi importante para a música o Ozzy ter saído da bandaBlack Sabbath: como foi importante para a música o Ozzy ter saído da banda

Metal Hammer: 10 bandas desconhecidas de thrash que merecem ser ouvidasMetal Hammer: 10 bandas desconhecidas de thrash que merecem ser ouvidas

Iron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãsIron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãs

Judas Priest: Rob Halford escreveu carta tocante e sincera pedindo para voltar à bandaJudas Priest: Rob Halford escreveu carta tocante e sincera pedindo para voltar à banda

Angra: A gente demorou pra tirar o Aquiles da banda, afirma Felipe AndreoliAngra: "A gente demorou pra tirar o Aquiles da banda", afirma Felipe Andreoli

Red Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John FruscianteRed Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John Frusciante

Propriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com um dono sóPropriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com "um dono só"

Rock in Rio 2022: quantos dias do festival serão dedicados ao rock, segundo jornalistaRock in Rio 2022: quantos dias do festival serão dedicados ao rock, segundo jornalista

Metallica: Lars Ulrich diz quem escolheria para substitui-lo na bandaMetallica: Lars Ulrich diz quem escolheria para substitui-lo na banda

Angra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a bandaAngra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a banda

Kiss: Gene Simmons vende mansão por valor impressionanteKiss: Gene Simmons vende mansão por valor impressionante

Paulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; palco custa dinheiroPaulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; "palco custa dinheiro"


Tunecore 2

Marty Friedman: o papel da guitarra na música japonesa

Por Ferrr Barone
Fonte: Guitar World
Em 16/05/13

O antigo guitarrista do Megadeth, Marty Friedman, recentemente respondeu a uma série de perguntas de fãs na matéria "Dear Guitar Hero", para a revista Guitar World. Alguns trechos seguem abaixo:

Guitar World: Como foi pra você quando o terremoto e o tsunami atingiram o Japão em 2011?

Friedman: Foi de longe a experiência mais assustadora pela qual já passei. Eu não estava em Fukushima quando aconteceu; Estava em Tóquio com minha banda em nosso estúdio de ensaios, e o prédio inteiro começou a sacudir. Por sorte, todas as cabines e os equipamentos de PA eram enormes, então não houve nada caindo do teto. Foi inacreditável. Todos evacuaram o local. Daí, junto com o lance nuclear que tava rolando, os tremores secundários foram sérios também. Você ligava a TV no noticiário e o âncora estava usando capacetes, e suas câmeras sacudiam. Foi a coisa mais triste de se ver, porque você sabia que todas as pessoas que estavam sofrendo ali eram pessoas normais como eu e você. Num minuto eles estavam na escola ou qualquer lugar, e no minuto seguinte foram levados pelo mar. Foi horrível. Agora, obviamente tudo já se acalmou. Mas ainda há tremores secundários diariamente, e você nunca sabe quando ou se algo assim vai acontecer de novo. Você só tem que apreciar o que tem, enquanto tem. Quando isso aconteceu eu me senti desesperado, e só tinha que pensar em um jeito de fazer as coisas. Então vendi todas as minhas guitarras da era Megadeth, os amplificadores e os efeitos pra tentar ajudar. O mínimo que eu poderia fazer era chamar atenção para a situação e contribuir com algum dinheiro. Acabou sendo uma experiência purificadora. Me senti bem e isso me abrandou, Também foi um bom desfecho para 'me livrar' do material, que estava trancado num armário. Tudo estava nas condições originais e não foi tocado por anos. Isso não pôde trazer de volta as pessoas que se foram, mas espero que tenha ajudado um pouquinho às pessoas que ficaram no local.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guitar World: Considerando que você já teve uma carreira extensa agora tanto nos Estados Unidos quanto no Japão, estive pensando se você poderia descrever as diferenças entre os cenários musicais desses dois países.

Friedman: A maior delas é a ausência de 'gangsta rap' aqui no Japão. Quando acontece algum rap aqui, a mensagem das letras é muito positiva e elevadora. Mais uma coisa é que a música aqui é muito mais baseada na melodia do que nos EUA. A América parece estar realmente focada no estilo de canto do American Idol, o que significa cantar metade da música normalmente e a outra metade como Aretha Franklin, Mariah Carey ou Kelly Clarkson. É tudo em cima de mulheres fortes gritando. No Japão é mais como "você nunca pode ser tão fofo ou feliz". É tão bizarramente doce que você pode ficar com uma dor de dente, mas se você conseguir lidar com isso, então estará no paraíso. Uma última diferença é que você pode ter músicas pop extremamente doces cheias de guitarras muito boas. Eu amo isso. Na América, se houver alguma vez alguma guitarra na música pop, é normalmente um desperdício de guitarras. Mas, por aqui, as pessoas tendem a gostar do som de uma guitarra distorcida mesmo que não seja um fã de rock ou metal. No Japão, a guitarra distorcida se encaixa na música adulta orientada, no dance e até em músicas pop. É uma verdadeira viagem.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: Kiko Loureiro conta que nunca curtiu muito os solos de Kirk HammettMetallica: Kiko Loureiro conta que nunca curtiu muito os solos de Kirk Hammett

Marty Friedman: ex-Megadeth toca em Osaka com participação de guitarrista brasileiroMarty Friedman: ex-Megadeth toca em Osaka com participação de guitarrista brasileiro

Marty Friedman: guitarrista faria teste para banda de Madonna, mas deu o canoMarty Friedman: guitarrista faria teste para banda de Madonna, mas deu o cano


Marty Friedman: ele quase tocou com Madonna ao invés do MegadethMarty Friedman: ele quase tocou com Madonna ao invés do Megadeth

Marty Friedman: Prefiro mastigar vidro que ouvir Jimi HendrixMarty Friedman: "Prefiro mastigar vidro que ouvir Jimi Hendrix"

Marty Friedman: Guitarristas, não percam seu tempo com música instrumentalMarty Friedman: "Guitarristas, não percam seu tempo com música instrumental"


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Sobre Ferrr Barone

Fernanda é jornalista, professora de inglês e amante de música. Começou a ouvir metal desde pequena, mas aos 11 anos se dirigiu mais ao estilo ouvindo Avantasia, Angra e Nightwish. Decidiu cantar sob a influência de Tarja Turunen. Estudou canto lírico e agora estuda belting. Já teve uma banda (que não deu certo). Ama escrever, ir a shows e ver filmes. É atualmente uma das mantenedoras do site FlooRocks, o fã-clube da Floor Jansen no Brasil.

Mais matérias de Ferrr Barone.