Kiss: loja gay ajudou a definir o visual da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/09/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Richard Ouzounian recentemente se juntou com o frontman do KISS, Paul Stanley, para discutir sua biografia, 'Nothin To Lose, The Making Of Kiss' Um Trecho desta conversa está disponível abaixo:

3844 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"5000 acessosAlice in Chains: mensagem subliminar na capa de "The Devil Put Dinosaurs Here"

O KISS estava lutando para se definir no começo de sua carreira:

"Eu acredito que as pessoas vinham ouvir a música, mas eles voltariam se toda a experiência os derrubasse." Disse Stanley. "Eu queria estar em uma banda nunca vista. Eu era um músico de rock evangélico, como Steve Mariott ou o HUMBLE PIE. Você ia ao palco para testemunhar e queria trazer os crentes de volta."

Parte disto era o visual da banda:

"O que nós queríamos? Couro e spikes. Onde você achava essas coisas? Bem, havia uma loja de roupas gay chamada The Eagle's Nest e eles nos ajudaram muito." Afirmou o músico.

E então teve a pintura facial : "Nós gostamos do conceito de podermos ficar imersos em nossas fantasias e sairmos pessoas completamente diferentes. A maquiagem ajudou com isso."

Após tocar em um pequeno clube no QUEENS chamado Coventry, o KISS caiu na estrada. Primeira parada: O Northern Jubilee Audiotium em Edmonton.

"Eles precisavam de um substituto de último minuto para Mike Quatro, o irmão de Suzi Quatro. Três shows, três cidades. A primeira noite em Edmonton foi OK, mas então fomos tocar em cafeterias de escola. Nossa equipe pegou as mesas e grudou-as com fita. Este era nosso palco."


"Nothin' to Lose: The Making of KISS (1972-1975)" conta, pela primeira vez os cruciais anos de formação da lendária banda de rock, KISS. Culminando no sucesso do clássico álbum de 1975 "Alive!", e o gigantesco Hit "Rock And Roll All Nite", uma música que quase 4 décadas após ainda permanece um dos mais duradouros hinos. Desenhado após mais de 200 entrevistas, o livro traz uma cativante e intima visão de seu lançamento, mostrando as lutas e vitórias que os levaram ao super estrelato.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

457 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita752 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
"Nossa maquiagem nunca garantiu o anonimato"

Vinnie VincentVinnie Vincent
Ele mijava na guitarra quando bravo?

SlashSlash
A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Alice in ChainsAlice in Chains
Mensagem subliminar na capa de "The Devil Put Dinosaurs Here"

MetallicaMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas5000 acessosAngra: A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída5000 acessosRoger: "Qualquer esquerda, não só a brasileira, é uma merda"5000 acessosIron Maiden: os 10 melhores clipes da história da banda5000 acessosSlayer: Marcelo Vasco fala da emoção de assinar capa do disco

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online