Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Airbourne 2022

Metal Burguês: heavy metal é a cara da riqueza, afirma pesquisa

Por Jonathan Silva
Fonte: Citylab
Em 30/05/14

O Heavy Metal, como todos já sabem, não nasceu em berço de ouro e não se desenvolveu em centros acadêmicos. Nasceu da classe operária e se desenvolveu em lugares de péssima qualidade de vida. A falta de uma procedência "nobre" foi determinante na criação de um estigma social que sempre perseguiu os headbangers mesmo quando o Heavy Metal atingiu o mainstream nos anos 80, alavancando o status financeiro dos seus músicos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas agora o metal anda ganhando cada vez mais aceitação dentro de países desenvolvidos. Procurando entender melhor sobre esse crescimento demográfico nessas regiões, o pesquisador Richard Florida¸ da Universidade de Toronto, elaborou um gráfico com dados do Encyclopaedia Metallum que mostram exatamente a concentração de bandas pelo mundo e teve como surpresa o fato de que a região onde há mais concentração de bandas a cada 100 mil habitantes é na Escandinávia. Vejam o gráfico:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Quando escrevi sobre este mapa por volta de 2012, comentários tinham todos os tipos de explicações para o motivo do heavy metal ter se espalhado tão longe ao norte de forma tão intensa. A emoção sombria do Metal, alguns disseram, refletida a longas noites frias de inverno do norte da Europa [...] O gênero tem menos oscilação nos lugares pós-industriais devastados onde nasceu, mas continua a ser incrivelmente popular nos países escandinavos conhecidos por sua riqueza relativa, robustas redes de segurança social e a incrivelmente elevada qualidade de vida", afirma Richard, já deixando claro que fatores como o PIB elevado e a alta qualidade de vida fazem dos escandinavos um dos maiores (se não "o maior") consumidores e propagadores dessa cultura, justamente por terem os meios necessários para a sua participação nos meios de produção, bem como a aquisição dos materiais relacionados ao heavy metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Apesar do metal ser a escolha musical para alguns machos alienados da classe trabalhadora, há maior proveito de sua popularidade nos lugares mais avançados, mais tolerantes, e com base de conhecimento do mundo. Por mais estranho que possa parecer, o heavy metal não brota da escória envenenada de alienação e desespero, mas do solo argiloso da prosperidade pós-industrial. Isso faz sentido, afinal de contas: enquanto novas formas musicais podem brotar em grupos descontentes, marginalizados ou desfavorecidos, é nas sociedades mais avançadas e ricas que se têm empresas de mídia e entretenimento que podem propagar novos sons e gêneros, bem como jovens ricos e consumidores com bastante tempo de lazer para comprá-los", finaliza Richard Florida.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Michael Kiske: A Adoração ao Mal no Cenário do Heavy Metal


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva, freak de nascença, é um aspirante medíocre a jornalista e interessado em literatura marginal e vídeo games violentos. Começou a ouvir na infância bandas do mainstream do rock nacional até o momento em que descobriu o Iron Maiden. Daí, começou uma miscelânea de estilos, que vai desde o jazz erudito até o mais barulhento das bandas de grindcore, passando por várias esquisitices sonoras. EM pleno séc. XXI, ainda é um comprador de CDs e DVDs, só que gasta com isso um valor bem menor do que gostaria.

Mais matérias de Jonathan Silva.