Dream Theater: "Temos o público mais apreciável possível"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/08/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A EMP Rock Invasion entrevistou recentemente o guitarrista John Petrucci, dos gigantes do metal progressivo DREAM THEATER. Você pode assistir a conversa abaixo (em inglês).

920 acessosRio Rock City: Mike Portnoy e a carreira depois do Dream Theater5000 acessosOzzy Osbourne: "o morcego era quente e crocante"

O guitarrista comentou, entre outros assuntos, sobre o sobrinho, que também toca guitarra e sobre os shows da turnê, com duração aproximada de 3h15min, tocando músicas que ama e não tinham tido oportunidade de tocar antes.

Em resposta a uma foto (que você vê acima) que circula nas redes sociais (em que um mosh pit em um show do DREAM THEATER seria uma turma de alunos dedicada aos estudos), Petrucci disse:

"Um monte de gente já disse que nossa música atrai mais, tipo, ouvintes cerebrais, o que é bom. Para mim, o nosso público é incrível, porque estamos lá em cima e nós estamos tocando a música pela qual estamos realmente apaixonados e nos esforçamos bastante para nos apresentar de forma excelente e tudo, e a última coisa que você quer é alguém na plateia que não se importe. E nosso público fica todo muito focado no que estamos fazendo, eles estão prestando atenção, eles percebem tudo, eles estão absorvendo todo o show - a música, o visual, as luzes E, para mim, é o público mais apreciável que que poderíamos ter. Então, eu amo isso".

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 15 de agosto de 2014

Mike PortnoyMike Portnoy
O que ele acha sobre "estar em muitas bandas"?

920 acessosRio Rock City: Mike Portnoy e a carreira depois do Dream Theater961 acessosDream Theater: Images and Words conquistando gerações após 25 anos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

ManginiMangini
"Toda noite agradeço por estar no Dream Theater"

Dream TheaterDream Theater
As 10 melhores músicas da banda

LoudwireLoudwire
Os supergrupos fictícios mais estranhos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"O morcego era quente e tinha uma textura crocante!"

Deep PurpleDeep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

5000 acessosMetal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?5000 acessosOsama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?5000 acessosAbout.com: site elege os 5 melhores álbuns do Slayer5000 acessosAngra: as músicas de cada álbum que definem a banda5000 acessosMetallica: "Enter Sandman" em versão Sertanejo Universitário5000 acessosEmoji: a Finlândia tem o emoji mais metal do planeta

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online