Mick Wall: discos do Kiss não servem nem pra limpar minha bunda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Embora concorde com Gene Simmons que "o rock morreu", em conversa com a Ultimate-Guitar, o jornalista britânico Mick Wall, autor de vários livros sobre rock/metal, deixa muito claro que não gosta nada da banda do baixista que diz ter saído com milhões de mulheres, confira abaixo.

Queen: Bowie, Mercury e a história de Under PressureSlipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Sou muito amigo dos caras do Def Leppard, são uma grande banda pra se assistir ao vivo, mas o último álbum relevante que lançaram foi o 'Hysteria'. Soltaram vários trabalhos depois, mas nenhum deles atingiu o primeiro posto das paradas. Mas quem se importa com isto? Há cerca de um ano o novo álbum do Judas Priest atingiu o sétimo lugar. Fui checar e eles venderam um terço do que vendeu o 'Turbo' no mesmo período, que atingiu a 30ª posição ou algo assim".

"Black Sabbath atingiu número um nas paradas com o '13' - eles nunca tiveram um disco de ouro na América ou em algum lugar que valesse a pena. Eles foram premiados na Finlândia, mas lá, se você vender três discos e meio ganha ouro, é tudo uma grande besteira. Qualquer coisa que estes medalhões fizerem hoje atinge primeiro lugar em todos os países no mundo mas as vendas totais mal chegam a 50 mil cópias, ninguém dá a mínima, querem apenas ver um show da banda. Se você for assistir o Black Sabbath amanhã e eles tocarem todo o novo álbum e nenhuma canção clássica, ficará irritadíssimo. Mas se tocarem uma ou duas músicas do novo álbum apenas para justificar que vale a pena e daí seguir com 'Paranoid', 'War Pigs' e 'Children of the Grave', aí sim você se orgulhará em dizer que viu um show do Black Sabbath".

"Então acho que o rock morreu. Está naquela de 'última oportunidade de conferir'. Músicos estão morrendo como moscas. Chris Squire (Yes) foi o último, Malcolm Young está demente. Muitos rock stars hoje cantam na manha. Entende o que digo? Os caras medem o batimento cardíaco e evitam notas altas para salvar a própria vida".

"Então, para mim, o rock morreu. Não significa que não exista inovação na música e que não existe coisa boa sendo feita. Mas no rock... veja, pessoas falam do Kiss como se fossem algo especial apenas por estarem aí até hoje. Nunca tive um álbum do Kiss, e os que ouvi eu não limparia minha bunda com eles pois cresci ouvindo as grandes bandas, e o Kiss nunca foi uma delas".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Kiss"


Gene Simmons: como ele conheceu Shannon TweedGene Simmons
Como ele conheceu Shannon Tweed

Kiss: capa de Unmasked é desmascaradaKiss
Capa de "Unmasked" é desmascarada


Queen: Bowie, Mercury e a história de Under PressureQueen
Bowie, Mercury e a história de Under Pressure

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adGoo336