Megadeth: Dave Mustaine tem ótimo senso de humor, diz Chris Adler

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 21/08/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Steven Rosen, do Ultimate-Guitar.com entrevistou recentemente o baterista do LAMB OF GOD e MEGADETH, Chris Adler. Seguem alguns trechos da conversa.

5000 acessosDave Mustaine: revelando que já tentou gravar com James Hetfield5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

Ultimate-Guitar.com: Você pode falar sobre como foi sua experiência na confecção do novo disco do MEGADETH?

Adler: Foi realmente ótimo. Foi uma honra ter sido convidado a fazê-lo. Foi fantástico trabalhar com o Dave. Estavámos falando sobre como antes no LAMB OF GOD eu intencionalmente trabalhava em idéias para sair de sintonia com o que eles estavam fazendo ao invés de tentar me ajustar perfeitamente. Foi realmente ótimo para mim, simplesmente como profissional, poder estar numa situação em que isso estava totalmente fora de cogitação.

Ultimate-Guitar.com: Encontrar esses tipos de grooves alternados não foi o que te levou ao MEGADETH?

Adler: Foi tipo "Estou aqui para me encaixar ao que eles estão fazendo e ajudar aqueles guitarristas a brilhar. Esse é meu trabalho nessa banda e então quero fazer isso melhor que os caras que eles tiveram antes". Então, ao invés de tentar aparecer ou tentar trazer uma técnica rítmica interessante e moderna eu pensava "Como eu posso fazer meu trabalho de pés se alinhar ao ritmo de um modo que os outros caras não fizeram?" ou coisa desse tipo. Então era "Podemos tocar mais rápido agora" porque eu sou capaz de fazer coisas diferentes. Foi ótimo a nível profissional meio que ter isso em mente.

Ultimate-Guitar.com: Como foi trabalhar com o Dave Mustaine?

Adler: O Dave foi super, super legal em tudo. Deixar-me contribuir com o que eu quisesse e ajudá-lo a ajeitar as coisas: acelerar, desacelerar as coisas. Falar sobre o que é que eu gostava dos velhos discos do MEGADETH e sobre como ressuscitaríamos algumas dessas idéias. Não necessariamente dos discos mas simplesmente como conseguiriamos trazer aqueles sentimentos novamente do ouvinte e incentivar um ao outro nesse processo.

Ultimate-Guitar.com: Parece que o Dave realmente lhe deu muito espaço para você fazer do seu jeito.

Adler: Nós realmente nos divertimos. Uma coisa que aprendi sobre ele e que eu não sabia, e nós nos conhecemos há tempos, é que ele tem um senso de humor incrível. Eu sei que ele é criticado muito por coisas que ele diz mas ele de fato é genuinamente um cara divertido e nós nos divertimos muito juntos.

Ultimate-Guitar.com: Como o Kiko Loureiro trabalhou no disco do MEGADETH?

Adler: O Kiko é de outro planeta. Esse cara fala um vocabulário musical totalmente diferente do que qualquer um já viu. Os caras da banda todos moraram juntos em uma casa e ele lá estava me contando sobre esse projeto que ele tinha acabado de concluir la no Japão e blá blá blá. Ele mencionou que tinha feito um disco solo e eu disse "Que legal, cara. Eu adoraria ouvir" e então ele me deu uma cópia.

Ultimate-Guitar.com: O que você achou?

Adler: Eu olho na contracapa e vejo quem tocou bateria e foi o Marco Minnemann, e eu fiquei tipo, "Como assim? Meu Deus, eu estou com uma equipe pessoas da elite." Ele estraçalhou tudo. Ele ficava com uma guitarra em suas mãos 25 horas por dia e constantemente tocava coisas clássicas e então ele passava a tocar jazz. Ele bota a casa abaixo e é um cara incrivelmente talentoso.

Leia a entrevista na íntegra no Ultimate-Guitar.com.

http://www.ultimate-guitar.com/interviews/interviews/lamb_of...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Dave MustaineDave Mustaine
Revelando que já tentou gravar com James Hetfield

31 acessosEm 18/02/1958: Nasce Gar Samuelson (Megadeth)0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

SoulflySoulfly
David Ellefson fala de seu período na banda de Max

Top 20Top 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos

VendasVendas
Os discos de metal mais vendidos até agora em 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Lamb Of God"


Roger MoreiraRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

SarcófagoSarcófago
Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Black SabbathBlack Sabbath
Décadas depois a participação de Gillan causa espanto

5000 acessosSlayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixo5000 acessosAvril Lavigne: Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greet5000 acessosMáscaras: confira algumas das mais fodas do metal5000 acessosGeddel Lima: "Nem lembro do Renato Russo, ele não era ninguém"5000 acessosLinkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício2386 acessosJudas Priest: Lemmy significou muito para Rob Halford

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de agosto de 2015


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online