Babymetal: papo com Marty Friedman sobre metal e Japão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Testa, Fonte: NDK
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda Babymetal foi homenageada com um especial no canal NDK. Como parte do documentário, foi gravada uma conversa com Marty Friedman, ex-guitarrista do Megadeth. Confira a transcrição de parte da conversa. Na parte de baixo da matéria estão os vídeos com a conversa legendada em inglês.

Babymetal: banda divulga novo clipe da música "Shanti Shanti Shanti"Steven Tyler: "nunca esquecerei a audição para o Zeppelin"

Marty: Que tipo de música é o metal?

Su: O que senti quando vimos o Metallica pela primeira vez é que não é algo que você apenas escuta. Eles me fizeram entender isso. É um tipo de música que mexe profundamente com a sua mente. Durante esse tempo de banda, inclusive quando estamos com a Babymetal em performances ao vivo, somos movidas pelas nossas mentes, pelos nossos corações e antes de percebermos nossos corpos já estão se movendo. Você não pensa, você apenas se move. Sinto que o metal é um tipo de música que consegue transmitir essa forte mensagem. O metal te deixa cheio de coisas positivas, boa energia e você absorve essa energia.

Yui: Desde que começamos a Babymetal, estou sempre conhecendo novos lados de mim mesma. Me sinto assim. Graças a essa mistura kawaii e metal eu posso passar por essa experiência.

Marty: Vocês entendem o quão isso é novo e fresco? Essa fusão de metal e kawaii nunca havia sido feita, né? Dá para sentir que graças à Babymetal há agora uma nova porta aberta no metal para novas possibilidades.

Moa: Eu tenho uma pergunta pra você. O que te fez querer vir para o Japão?

Marty: Em um determinado momento, me apaixonei pelo J-Pop. A melodia é bem diferente da música ocidental(...) Na música ocidental é considerado errado misturar gêneros em uma coisa só. R&B é R&B. Metal é metal. Dance music é dance music. Já que eu quero experimentar coisas diferentes, senti que se viesse para o Japão certamente conseguiria colaborações mais ousadas. Vendo o sucesso da Babymetal eu sinto vontade de gritar 'Olhem, tudo bem em misturar gêneros!' É um sentimento de vamos fazer coisas novas. E esse é um aspecto da música japonesa.

A entrevista legendada em inglês pode ser assistida no link abaixo.

https://plus.google.com/109027926708178880868/posts/NujwxCHC...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Babymetal"


Babymetal: banda divulga novo clipe da música "Shanti Shanti Shanti"Babymetal: lançado vídeo de "Shanti Shanti Shanti", nova música da banda; vejaBabymetal: assista show da banda realizado em WashingtonBring Me The Horizon: banda vai fazer shows junto com Babymetal no JapãoBabymetal: vídeo ao vivo para "Elevator Girl"

Babymetal: Sabaton, Arch Enemy e rapper participam de novo álbumBabymetal
Sabaton, Arch Enemy e rapper participam de novo álbum

Além da Babymetal: dez das melhores bandas de metal do JapãoAlém da Babymetal
Dez das melhores bandas de metal do Japão

Babymetal: fazendo o mundo refletir se o metal deve ser divertidoBabymetal
Fazendo o mundo refletir se o metal deve ser divertido

Babymetal: Corey Taylor não gostava da banda, até que um dia...Babymetal
Corey Taylor não gostava da banda, até que um dia...


Steven Tyler: nunca esquecerei a audição para o ZeppelinSteven Tyler
"nunca esquecerei a audição para o Zeppelin"

Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedorasEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Rock e metal: o outro lado das capas de discosRock e metal
O outro lado das capas de discos

Scorpions: a história por trás da música Wind of ChangeScorpions
A história por trás da música "Wind of Change"

Em vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americanoEm vídeo
Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano

O espírito do Sepultura: Max e Igor tocam Roots na íntegraO espírito do Sepultura
Max e Igor tocam "Roots" na íntegra

Alice Cooper: Meu trabalho é alertar as pessoas sobre satanásAlice Cooper
"Meu trabalho é alertar as pessoas sobre satanás"


Sobre Rafael Testa

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, tem 23 anos, é estudante de sistemas de informação e torcedor fanático do Vasco da Gama e do Tupi Football Club. Se interessou por rock/metal depois do grande tio Roney mostrar-lhe o Iron Maiden. Tem o gosto musical muito variado, curte do thrash metal do Slayer ao metalcore do All That Remains. Acredita que existem bandas boas atualmente e faz questão de apresentá-las.

Mais matérias de Rafael Testa no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336