U2: empresário brasileiro ganha ação de 1,5 mi contra o grupo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Uol
Enviar Correções  

O empresário brasileiro Franco Cecchini Bruni Neto ganhou uma ação contra o U2, em julgamento que aconteceu na quinta-feira (15) em Florianópolis. O valor da ação foi de R$ 1,5 milhão, mas, segundo o UOL, com as correções, a indenização pode chegar a R$ 5 milhões.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Paul David Hewson, mais conhecido como Bono, e Larry Joseph Mullen Jr, o vocalista e o baterista do U2, foram réus na ação que tramitou na 4ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Bruni Neto foi o primeiro empresário a trazer o U2 ao Brasil. Segundo a reportagem do UOL, em 10 de janeiro de 2003, em razão de uma entrevista da banda ao jornal "O Globo", Bruni entrou com ação indenizatória. O baterista Larry Mullen Jr. afirmava que Bruni não tinha honrado os cachês do grupo, o que motivou o processo contra o músico e também contra o jornalista que assinava a reportagem e o jornal "O Globo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Larry Mullen foi condenado em janeiro de 2011 ao pagamento de R$ 800 mil, mas Bruni recorreu da sentença. Na nova fase do processo, o desembargador Joel Figueira incluiu o vocalista Bono Vox como condenado, como pedia Bruni, e isentou de responsabilidade o jornal "O Globo" e o jornalista autor do texto.

Ainda segundo o Uol, Franco Bruni considera que as declarações dos músicos contribuíram para aniquilar sua carreira no show business, minando sua reputação. Ele também abriu outras ações contra os representantes da banda, como os empresários Paul McGuinness e Arthur Flogel (da empresa Live Nation), pela distribuição de um comunicado e por outras declarações colocando em suspeição sua idoneidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: por que a turnê conjunta com Pearl Jam e U2 não aconteceuGuns N' Roses
Por que a turnê conjunta com Pearl Jam e U2 não aconteceu

Os Simpsons: Os 11 melhores momentos de rock & roll do desenho animado parte 2/3Os Simpsons
Os 11 melhores momentos de rock & roll do desenho animado parte 2/3

Deja Vu Do Rock: William Blake e o Rock (vídeo)

U2: Desvendando a história de Sunday Bloody Sunday (Ruídos Podcast)U2
Desvendando a história de Sunday Bloody Sunday (Ruídos Podcast)


Q Magazine: os melhores dos anos 80Q Magazine
Os melhores dos anos 80

Shows internacionais: quais foram os maiores públicos no Brasil, de 2010 a 2017Shows internacionais
Quais foram os maiores públicos no Brasil, de 2010 a 2017


Uruca: Os 9 mais azarados da história do RockUruca
Os 9 mais azarados da história do Rock

Metallica: os motivos da saída de Jason NewstedMetallica
Os motivos da saída de Jason Newsted


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

GooInArt Goo336 Cli336