Deep Purple: O que Steve Morse diria se a banda acabasse agora

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

Steve Morse juntou-se ao Deep Purple em um período turbulento. Ritchie Blackmore abandonou o grupo no meio da turnê de divulgação do álbum "The Battle Rages On" (1993) e, inicialmente, convidou Joe Satriani para o posto e terminou a excursão com o icônico Satch nas seis cordas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Deep Purple: Steve Morse fala sobre adeus, shows no Brasil e futuroDeep Purple
Steve Morse fala sobre "adeus", shows no Brasil e futuro

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entretanto, Satriani não quis se juntar ao Deep Purple de forma permanente, pois estava com foco total em sua carreira solo. Então, a partir de 1994, os britânicos passaram a contar com o americano Steve Morse na guitarra.

Em entrevista ao Whiplash.Net, concedida por telefone, Steve Morse falou sobre as suas mais de duas décadas com o Deep Purple. Ao ser questionado sobre o que poderia dizer "de toda essa experiência", caso o Purple realmente chegue ao fim, Morse respondeu de forma cuidadosa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O guitarrista reconhece que ocupou uma posição difícil - a de substituir Ritchie Blackmore, um dos membros fundadores. Contudo, demonstrou gratidão e respeito em meio ao ótimo trabalho desempenhado em mais de duas décadas com o grupo.

"Tudo foi incrível. Comecei ocupando o lugar de um membro fundador da banda (Ritchie Blackmore). Tommy Bolin e até Joe Satriani fizeram isso antes de mim, então, não foi uma ideia nova. Porém, cada pessoa faz de forma diferente. É uma grande honra ter a confiança das pessoas de sua equipe. E você retribui essa confiança oferecendo tudo o que tem para a equipe", disse o músico, cuja cautela com as palavras é a mesma que tem com as notas que toca na guitarra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morse destacou, ainda, que a química presente entre os membros do Deep Purple deve estar evidente para os fãs até o último momento. "O mais importante é que as pessoas que vão aos shows vejam o amor e o respeito que temos entre nós e pela música, bem como o quanto queremos trabalhar em prol do público. Acho que o que digo pode soar um pouco geral demais, mas estou escolhendo as palavras com cuidado porque é verdade", disse.

A "The Long Goodbye Tour", do Deep Purple, passará pelo Brasil com três datas, a serem realizadas em Curitiba (12/12), São Paulo (13/12) e Rio de Janeiro (15/12). Pelo país, vale destacar, a excursão será feita em formato de festival, chamado "Solid Rock", que contará, ainda, com apresentações de Cheap Trick e Tesla. O mesmo formato também será reproduzido na Argentina e no Chile, dias antes das performances em terras tupiniquins.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Cliff Burton, do MetallicaFotos de Infância
Cliff Burton, do Metallica

Humor: o que os fãs de rock pedem para beber em um bar?Humor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 GooAdHor Cli336