Rainbow: "Dio era ótimo, mas não tinha paciência", diz Blackmore

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Guitar World
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em entrevista à Guitar World, o guitarrista Ritchie Blackmore comparou a formação atual do Rainbow com as anteriores. O grupo é composto, hoje, por Ronnie Romero nos vocais, Jens Johansson nos teclados, David Keith na bateria e Bob Nouveau no baixo, além das backing vocals Candice Night e Lady Lynn e, claro, de Blackmore nas seis cordas.

Excessos: como os rockstars gastam os seus milhõesKirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Inicialmente, Blackmore disse que gosta da atual formação do Rainbow por ser mais "musical" e comparou com o período em que Ronnie James Dio fez parte da banda, entre 1975 e 1979. "Com Ronnie James Dio, no começo do Rainbow, tudo estava bem. Ele era um ótimo cantor, mas não tinha muita paciência. Então, ficamos irritados um com o outro após dois ou três anos, o que significa que realmente não estávamos criando mais naquele ponto", afirmou.

Após comentar sobre Dio, o guitarrista também falou sobre o baterista Cozy Powell, que ficou no Rainbow entre 1975 e 1980. "Com Cozy Powell, ele também era um cara muito tenso. E eu sou bastante dominador. Gosto de dirigir o ônibus. Então, após alguns anos, estávamos brigando muito e não éramos mais criativos. Foi quando a primeira formação acabou", disse.

Em seguida, Blackmore relembrou o período seguinte do Rainbow, quando a banda seguiu para um caminho mais "radiofônico". "Após isso, queria soar mais acessível e entrar nas rádios. Foi quando começamos a gravar coisas como as baladas que fiz com Joe Lynn Turner (vocalista entre 1980 e 1984). Ele tinha uma voz mais comercial", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Ritchie disse que a atual formação consegue unir o melhor de cada line-up anterior. "Acho que essa nova encarnação também tem a capacidade de ser bem comercial, se quisermos, com a voz de Ronnie Romero. Mas, ao mesmo tempo, podemos experimentar todas as boas músicas que o Rainbow fez no passado. No momento, não vejo essa line-up como um veículo de gravação - estamos apenas nos divertindo tocando todas as músicas antigas para os fãs que, normalmente, não as ouviam", pontuou.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rainbow"Todas as matérias sobre "Dio"


Dio: Sabbath com Ozzy inventou o Heavy MetalDio
"Sabbath com Ozzy inventou o Heavy Metal"

Bruce Dickinson: queria Dio, mas empresário achava ele velho para projetoBruce Dickinson
Queria Dio, mas empresário achava ele velho para projeto


Excessos: como os rockstars gastam os seus milhõesExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões

Kirk Hammett: Mustaine toca rápido e eu, melódicoKirk Hammett
"Mustaine toca rápido e eu, melódico"


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280