Guns N' Roses: Dizzy Reed diz que nem o McDonald's o empregaria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

O tecladista Dizzy Reed disse, em entrevista ao Metal-Heads.de (via Blabbermouth), que não se imagina fazendo outra coisa a não ser tocar em uma banda de rock. O músico afirmou pensar que não conseguiria emprego "nem mesmo no McDonald's".

Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O assunto começou quando Dizzy Reed foi questionado sobre a inspiração da música "Rock N' Roll Ain't Easy", que dá o título de seu álbum solo, lançado no início deste ano. "Passo muito tempo lembrando que a vida poderia ser muito mais difícil. Eu poderia estar fazendo algo que eu não gostaria. Tenho muita sorte de poder ganhar a vida tocando rock. Não é tão fácil quanto parece. Não é tudo brilho e glamour", disse ele, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Reed comentou que começou a tocar rock porque não queria trabalhar. "Não queria ter um emprego das 9h às 17h. E percebi em algum momento que tudo o que faço é trabalho. Se você quer ter ocupação e seguir relevante, precisa trabalhar duro", afirmou.

Em seguida, o tecladista falou que não saberia o que fazer da vida se a carreira musical não desse certo. "Houve muitas vezes quando, especialmente nesse ponto da minha vida, que eu pensava por que eu ainda estava fazendo isso sem nada aparecer, sem nada para se apoiar. Se eu fosse agora ao McDonald's procurar emprego, não me contratariam. O que eu faria?", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dizzy reforça que passou por dificuldades em sua vida - no começo, tinha que pensar até mesmo no local onde iria tomar banho, comer e dormir. "Isso seguiu por anos. E quando escrevi aquela música ('Rock N' Roll Ain't Easy'), pensei ter concluído um ciclo. Meu primeiro casamento acabou e minhas coisas estavam no caminhão. Estava em um apartamento com uma garota que se tornou minha esposa agora. E eu estava tocando guitarra e algo começou a vir. Estava chovendo e eu não sabia o que eu iria fazer. Mas muito disso também é irônico. Se você me conhece, sabe que não sou tão sério. Mas acho que as pessoas vão entender", afirmou.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"Todas as matérias sobre "Dizzy Reed"


Slash: que tipo de música os filhos do guitarrista ouvem?Slash
Que tipo de música os filhos do guitarrista ouvem?

Guns N' Roses: nem o Alice in Chains consegue autógrafo delesGuns N' Roses
Nem o Alice in Chains consegue autógrafo deles


Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336