Matérias Mais Lidas

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemDe Amon Amarth até Scorpions, 22 ótimas músicas lançadas no primeiro semestre de 2022

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton

imagemQuando Fiuk achou que iria apanhar do Chorão, do Charlie Brown Jr.

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA

imagemNovo clipe do Megadeth foi filmado no litoral de São Paulo, veja fotos


Stamp

Terceiro Mundo Bom: clipe tem inspiração de filmes de terror trash

Por Nathália Pandeló Corrêa
Fonte: Build Up Media
Em 25/10/18

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Um casal se conhece num bloco de carnaval. Após transarem, a mulher assalta o amante, que ainda se apaixona. É assim "Terceiro Mundo Bom", faixa recheada de ironia que antecipa o trabalho da banda de mesmo nome. O projeto traz de volta para o rock Diogo Brandão, um dos maiores nomes da cena indie carioca do começo os anos 2000 com as bandas Rockz e Benflos. A faixa ganha um clipe antecipando o EP de estreia da banda.

Ao lado de Brandão, o grupo conta com a guitarra de Marcos Almir, a bateria de Robson Riva (do B Negão e os Seletores de Frequência) e o baixo de Guga Leão. O disco traz a performance teatral que marca o trabalho de Diogo com um olhar novo sobre o Brasil de 2018. As faixas vão desde relacionamentos voláteis até amores que surgem no meio de um protesto. Muito mudou, mas a lírica do artista segue firme.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O Rio continua sendo a cidade partida que sempre foi, isso parece que nunca vai mudar. Uma Zona Sul de contos de fadas, periferias esquecidas pelo governo e comunidades entregues ao poder paralelo. Muitas cidades em uma só. Mas o senso de humor do carioca continua super afiado, apesar de tudo, e isso é bom", conta Brandão.

O clipe da faixa que dá nome à banda traz um clima de filme de terror trash com aventura de Sessão da Tarde, ao mesmo tempo que explora as ruas do Centro do Rio e Lapa e uma área abandonada do Joá, na Zona Sul da cidade.

"A música ‘Terceiro Mundo Bom’ é o que eu chamo de canção narrativa. A letra conta a estória de um cara que transa com uma moça que conheceu no carnaval, ela some com as coisas de valor dele no dia seguinte e mesmo assim ele se apaixona por ela. Queria algo pro roteiro do clipe que não reproduzisse a estória da letra, que tivesse outro enredo. Então pensei em algo inspirado em filme de terror B, de vampiro e zumbi, tudo misturado e passado na Lapa. O ponto de encontro oficial das almas penadas e boêmias cariocas", se diverte Diogo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O nome da canção surgiu como uma piada ao contexto de liberdade sexual descrito na faixa, mas ganhou um novo sentido ao ser adotado como nome da banda - de orgulho de conseguir viver em alegria num país em crise no terceiro mundo, de tentar melhorar as coisas através da alegria.

"Como artistas, continuamos a acreditar no poder da arte como não apenas mero entretenimento, mas também como ferramenta de transformação. Queremos transformar fazendo mexer, rebolar e pensar, tudo ao mesmo tempo", conclui Diogo.

O EP do Terceiro Mundo Bom será lançado em breve via Sagitta Records.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp