Pink Floyd: o que seria preciso para Waters e Gilmour fazerem as pazes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: KSHE / Ultimate Guitar
Enviar correções  |  Ver Acessos

O baterista Nick Mason respondeu a uma curiosa pergunta feita durante entrevista ao KSHE 95, com transcrição do Ultimate Guitar. Na ocasião, o músico foi questionado o que seria preciso para o guitarrista David Gilmour e o baixista Roger Waters, que integravam o Pink Floyd com Mason, voltarem a ser amigáveis um com o outro.

Roger Waters: Evo Morales agradece apoio do músicoCenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

A resposta de Mason também foi um tanto curiosa. "Provavelmente, algo como uma noite em um pub, de verdade. Não sei. Há um enorme senso de diferenças ali. Particularmente, acho que é sobre o que Roger pensa ser importante na música em geral", afirmou.

Apesar da "proposta", Nick não se mostrou muito motivado com a ideia de trégua entre os dois. "Nunca se sabe. As vezes, pessoas podem ficar brigando pelo resto de suas vidas. As vezes, só é necessário um momento para trazer de volta", disse.

O entrevistador, então, comentou ter lido em entrevistas de Nick Mason que Roger Waters tem mais respeito por compositores do que por cantores e guitarristas, como David Gilmour. Sendo assim, outra pergunta foi emendada: não seriam necessárias mais noites em um pub? "Sim, provavelmente", respondeu o baterista. "Provavelmente levaria uma semana", completou.

Outra entrevista

Em depoimento anterior, à Rolling Stone, Nick Mason descreveu a briga entre os ex-colegas como "decepcionante". "É muito estranho esse impasse continuar, na minha opinião. Acho que o problema é que Roger não respeita David. Ele acha que compor é tudo e que tocar guitarra e cantar são coisas que... eu não diria que são coisas que qualquer um pode fazer, mas que, para ele, tudo deve ser julgado na composição e não na interpretação", afirmou, na ocasião.

O baterista pontuou que a decisão de David Gilmour em seguir com o Pink Floyd a partir de 1985, após a saída de Roger Waters, ainda causa discórdia entre eles. "Acho que é estranho para Roger, que ele tenha cometido uma espécie de erro na forma em que ele saiu da banda, supondo que, sem ele, deixaria de existir. É uma irritação constante que ele ainda esteja voltando a isso. Acho muito decepcionante que esses senhores idosos ainda estejam em conflito", completou ele, na ocasião, antes de revelar que também gostaria que os dois fizessem as pazes.

Pink Floyd: para Mason, briga entre Waters e Gilmour é decepcionantePink Floyd
Para Mason, briga entre Waters e Gilmour é "decepcionante"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Pink Floyd"


Roger Waters: Evo Morales agradece apoio do músicoRoger Waters
Evo Morales agradece apoio do músico

Sucesso: gráfico em vídeo mostra artistas mais vendidos de 1969 a 2019Instrumental, dicas de hoje: Pink Floyd e Passport

Pink Floyd: a influência de Jimi Hendrix no MeddlePink Floyd
A influência de Jimi Hendrix no "Meddle"

Pink Floyd: o bizarro e raro vídeo de Money que eles liberaram onlinePink Floyd
O bizarro e raro vídeo de "Money" que eles liberaram online

Pink Floyd: vídeos oficiais do último show com Waters, Gilmour, Wright e MasonPink Floyd
Vídeos oficiais do último show com Waters, Gilmour, Wright e Mason

God Save The Queen: 5 vezes em que rockstars britânicos peitaram a monarquiaGrandes covers: cinco versões para "Comfortably Numb", do Pink FloydAlta Fidelidade: The Wall do Pink Floyd na série Grandes ÁlbunsPink Floyd: vídeo oficial de "Embryo" ao vivo em Paris, 1970

Pink Floyd: é deles o melhor álbum de rock de todos os temposPink Floyd
é deles o melhor álbum de rock de todos os tempos

Pink Floyd: vídeo oficial de Atom Heart Mother ao vivo em 1970Pink Floyd
Vídeo oficial de "Atom Heart Mother" ao vivo em 1970


Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336