Motorocker: saiba como nasceu o clássico "Blues do Satanás"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gleison Junior, Fonte: Roadie Metal, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Uma das músicas mais divertidas do álbum "Igreja Universal do Reino do Rock" da banda Motorocker, é com certeza "Blues do Satanás". A faixa além de apresentar aquela pegada Rock’N Blues, tem uma letra cômica e hoje iremos revelar com exclusividade como surgiu essa letra.

Certo dia, o músico do Motorocker, Marcelus dos Santos, estava em um parque de Curitiba, quando recebeu o convite para ir a uma festa em uma chácara. Imediatamente o vocalista se dirigiu para o evento, onde permaneceu por dois dias seguidos só com a roupa do corpo. A animação era total quando chegou lá, uma verdadeira loucura, cerveja, whiskey, rango e motociclistas e claro muito Rock estavam comandando a animação da galera.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em determinado momento, o vocalista estava envolto de uma fogueira tocando algumas músicas em versões acústicas, quando uma mulher que se encontrava na festa, pediu ao músico Marcelus dos Santos, para que ele tocasse algo na linha paz e amor. De imediato, um cara que estava na mesma festa gritou: "Que paz e amor o caralho, toca um blues para o satanás aí".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Isso foi o estopim para que no mesmo instante Marcelus criasse o refrão "Estava eu e a malária reunida em torno da fogueira madrugada quase dia", isso por volta das 04h00 da matina, o mais incrível disso tudo, é que, do nada e no exato momento em que o músico cantava esse verso, surgiu do nada, ou do meio da mata, um polaco vermelho igual ao diabo, completamente chapado e começou a virar uma dose de cachaça atrás da outra, algo em torno de 20 para mais doses.

De repente esse polaco, começou a falar em uma língua nunca jamais escutada pelos músicos da banda, algo que parecia a língua do Satanás. Esse momento foi fundamental para conclusão da letra desse clássico do Motorocker, que ao presenciar todo esse cenário surreal, incrementou na estrofe mencionada acima, o seguinte trecho: "quando vimos um barulho na floresta". No caso o polaco representa o Satanás saindo do nada!

publicidade

A música é um dos maiores clássicos do Motorocker e isso pode ser comprovado pelos altos acessos que a faixa possui apenas no Spotify. Até o presente momento são mais 189 mil audições. E no YouTube está chegando a meio milhão de visualizações.

Formação:
Marcelus dos Santos: Vocal
Silivio Krüger – Baixo
Luciano Pico – Guitarra
Eduardo Calegari – Guitarra
Juan Neto – Bateria

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais Informações:
https://www.facebook.com/BandaMotorocker

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


AC/DC: bandas similares, algumas mais, outras menosAC/DC
Bandas similares, algumas mais, outras menos

AC/DC: 7 bandas e cantores que tentam a fórmula da bandaAC/DC
7 bandas e cantores que tentam a fórmula da banda


WatchMojo: os 10 guitarristas mais subestimados de todos os temposWatchMojo
Os 10 guitarristas mais subestimados de todos os tempos

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Gleison Junior

Casado, Pai do Gustavo e do Bernardo - Amante do bom e velho Rock and Roll - Apresentador do programa Roadie metal, A Voz do Rock e idealizador das coletâneas Roadie Metal, além de criar e administrar o site Roadie Metal!

Mais matérias de Gleison Junior no Whiplash.Net.

Cli336 Goo336 Goo336 CliHo WhiFin GooInArt Goo336 Cli336