Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemVeja Iron Maiden tocando músicas do "Senjutsu" pela primeira vez ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemIron Maiden apresenta Eddie em versão samurai ao vivo; veja vídeo oficial

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"


Stamp

Kiss: por que Paul Stanley ficaria honrado se banda seguir sem Gene Simmons e ele

Por Igor Miranda
Em 24/12/20

Paul Stanley e Gene Simmons, líderes do Kiss, nunca esconderam que gostariam de transformar a banda em uma espécie de franquia, seguindo adiante sem nenhum integrante original. O grupo, aliás, está em sua segunda turnê de despedida, "End of the Road", o que indica que esse plano pode virar realidade daqui algum tempo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao canal de Scott Lips no YouTube, transcrita pelo Blabbermouth, Stanley refletiu sobre o assunto e disse que ficaria "honrado" se o grupo pudesse continuar sem qualquer um de seus criadores. Para ele, o Kiss é "mais do que uma banda", apesar de saber que esse conceito irrita algumas pessoas.

"Se você vai ao show de qualquer artista ou banda hoje, você vê o DNA do Kiss nesse show. Tudo o que todos fazem hoje no palco é, de alguma forma, baseado naquilo que fizemos", afirmou, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Starchild citou que a presença do baterista Eric Singer e do guitarrista Tommy Thayer nas vagas dos originais Peter Criss e Ace Frehley indica que não há problemas em seguir sem membros da primeira formação. Isso pode facilitar, inclusive, uma transição da banda para uma formação sem nenhum integrante clássico.

"Sempre acreditei que a banda era maior que seus indivíduos. No começo, diziam que estávamos errados, mas agora são eles que estão 50% errados, porque Eric saiu e voltou nos últimos 20 anos e Tommy está conosco há uns 18 anos. E a banda nunca esteve melhor", disse.

O músico, então, começou a refletir: "Há alguém que pode tomar meu lugar? Acho que sou muito bom, mas sei que há pessoas por aí comprometidas com o que fazem da mesma forma que eu - e que podem continuar com isso sem copiarem".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele admitiu que ficaria "mais do que honrado" caso isso acontecesse. "Seria uma enorme conquista se o Kiss pudesse continuar como uma banda viável de shows, porque é isso que entregamos e essa é a nossa filosofia de dar 100% aos fãs, não apenas no palco, mas em termos dessa reciprocidade que temos com eles", declarou.

Outros exemplos

Ainda durante a entrevista, Paul Stanley citou mais bandas que poderiam seguir sem membros originais ou clássicos. Nomes como Eagles e Journey, na opinião dele, já passaram por testes importantes ao seguirem sem alguns dos grandes músicos do passado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Outra banda poderia fazer isso? Não quero apontar, mas quem são os Eagles hoje? Don Henley e vários outros caras muito talentosos. Soa como os Eagles? Sim, então, as pessoas querem ouvir", disse, inicialmente, sobre a banda que traz apenas Don Henley como integrante original hoje - embora o baixista Timothy B. Schmit e o guitarrista Joe Walsh estejam no grupo desde a década de 70.

Com relação ao Journey, o Starchild pontuou: "Quando Steve Perry (vocalista) saiu, diziam que era o fim do Journey, mas as pessoas querem ouvir as músicas, e querem ouvi-las do jeito que está na memória delas. Então, Arnel Pineda faz um grande trabalho".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, o músico destacou: "Isso tudo leva a discussão para outro nível. Porém, não estamos estabelecendo o precedente - apenas estamos seguindo um que já existe".

A entrevista completa pode ser ouvida, em inglês e sem legendas, no player de vídeo a seguir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.