RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar

imagemFãs do Guns N' Roses tretam com Regis Tadeu nas suas redes sociais

imagemBruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

imagemO clássico do Rainbow que Dio considera na "mesma pegada" que "Smoke on the Water"

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"

imagemOs álbuns de outros estilos musicais que Dave Mustaine indica para quem é headbanger

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemBarbosa ficou em 2º em concurso de guitarrista mais sexy e perdeu para astro internacional

imagemRafinha Bastos e João Gordo debatem piada sobre Wanessa e discutem papel do humor

imagemO setlist "gordo" e vídeos do último show da turnê de 2022 do Guns N' Roses pelo Brasil

imagemO dia em que Neil Young comprou 20 mil cópias de seu próprio álbum


NFL Steve Harris

Jeff Beck Group: muito melhores que o Led Zeppelin no início, diz Gene Simmons

Por Igor Miranda
Em 12/02/21

Gene Simmons, vocalista e baixista do Kiss, apontou quais os seus baixistas favoritos em entrevista à Guitar World. Um dos nomes citados foi Ronnie Wood, que é guitarrista dos Rolling Stones há décadas, mas tocou baixo no Jeff Beck Group.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Meus pontos de referência no baixo são pessoas como Paul McCartney. Ronnie Wood é bem pouco apreciado. Ele é melhor no baixo do que na guitarra", afirmou, inicialmente.

Em seguida, o músico do Kiss fez uma comparação entre o Jeff Beck Group e o Led Zeppelin, no período do fim dos anos 1960. "Para quem quer melhorar (no baixo), recomendo ouvir os primeiros álbuns do Jeff Beck Group - 'Truth' (1968) e 'Beck-Ola' (1969). Na minha opinião, eles matam qualquer coisa que o Led Zeppelin e outras bandas tenham lançado no mesmo período", disse.

Na visão de Gene Simmons, boa parte do mérito musical do Jeff Beck Group estava na forma das gravações. "Muito daquilo surgiu ao vivo e veio de jams em estúdio. E o que Ron Wood estava fazendo era mais avançado do que a música que ele estava tocando, com uma movimentação geral maior. Ele dava uma sensação sexy a tudo, com movimentos agradáveis na parte inferior", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O baixista "linguarudo" pontuou, ainda, que não vê nada de errado na sonoridade de bandas como o AC/DC, que são mais diretas e "constroem uma boa ferrovia ao plugar tudo com a bateria". "Porém, a menos que você tenha um vocalista incrível e um guitarrista incrível no topo, a música não irá a lugar algum. Meu ponto é que existem muitas formas diferentes de encontrar o caminho correto", declarou.

Por fim, Gene Simmons citou mais um baixista que ele tem como influência. "Sempre curti Felix Pappalardi, do Mountain. Ele era ótimo. Trazia uma abordagem diferente da Motown. Aliás, eu homenageio a Motown em 'Love Her All I Can'. Você pode ouvir, ali, como meu baixo trabalha contra os acordes de Paul (Stanley). E eu uso palheta no baixo porque, especialmente ao vivo, você não ouve as notas tão bem quando se toca só com os dedos. Fica mais abafado", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Jeff Beck relembra suas histórias com Stevie Ray Vaughan e Keith Moon

David Gilmour responde se o Pink Floyd realmente quis recrutar Jeff Beck em 1968

Jeff Beck relembra como recebeu a notícia da morte de Jimi Hendrix

Jeff Beck relembra suas histórias com os Stones Mick Jagger e Ron Wood

John Frusciante comenta a genialidade de Jimi Hendrix, Jeff Beck e Eddie Van Halen

Para Jeff Beck, Eric Clapton ficou enciumado com ele no Yardbirds

Jeff Beck conta como conheceu Jimmy Page, e o que achou do Led Zeppelin

Guitarristas e suas assinaturas

Carmine Appice: Jason Bonham não é lendário e não é velha guarda

Ian Paice: Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os tempos

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

King Diamond: O que significa ser Satanista?


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.